Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Como os presos da PF em Curitiba acompanham o furacão contra a Lava-Jato

Léo Pinheiro, por exemplo, está apreensivo; receia que seu futuro acordo possa desandar

Por Robson Bonin Atualizado em 11 jun 2019, 15h59 - Publicado em 11 jun 2019, 15h27

Um misto de apreensão com euforia tomou conta de algumas celas na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, após os vazamentos de mensagens da Lava-Jato.

Léo Pinheiro, um dos integrantes da banca de delatores, tem se mostrado temeroso com o futuro de seu acordo. Quem pede sua opinião recebe um vago e desanimado:

“Temos que esperar para ver”.

Publicidade