Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Cerimônia protegida

Depois de ser desaconselhada a ir ao Rio de Janeiro participar da cerimônia do Dia da Vitória no Monumento aos Pracinhas, por medo de vaias e protestos (leia mais aqui), Dilma Rousseff conseguiu uma alternativa para não deixar passar a data em branco. Será realizada em Brasília, pela primeira vez, uma cerimônia para relembrar os […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 01h27 - Publicado em 7 Maio 2015, 17h21
Troca de guarda no Monumento aos Pracinhas: ao ar livre, não dá mais

Troca de guarda no Monumento aos Pracinhas: ao ar livre, não dá mais

Depois de ser desaconselhada a ir ao Rio de Janeiro participar da cerimônia do Dia da Vitória no Monumento aos Pracinhas, por medo de vaias e protestos (leia mais aqui), Dilma Rousseff conseguiu uma alternativa para não deixar passar a data em branco.

Será realizada em Brasília, pela primeira vez, uma cerimônia para relembrar os 70 anos do fim da II Guerra. Em local fechado e protegido.

Publicidade