Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Celso pede cópia integral do vídeo de reunião entre Bolsonaro e Moro

Ministro do STF também autorizou perícia da PF na gravação feita no Palácio do Planalto

Por Mariana Muniz 11 Maio 2020, 21h26

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu nesta segunda-feira à Polícia Federal que copie integralmente todo o vídeo da reunião ministerial da qual participaram Jair Bolsonaro e Sergio Moro e encaminhe o material para ele.

O motivo da cópia integral, segundo o ministro, é possibilitar que ele tenha acesso ao conteúdo da reunião e possa decidir se mantém ou não o sigilo do gravação. Por enquanto, o sigilo do vídeo continua mantido.

“Essa determinação é por mim adotada pelo fato de – por não me encontrar em Brasília neste período de pandemia, em razão de compor grupo de risco, embora trabalhando, intensamente, à distância – necessitar, para efeito de conhecimento integral, ter acesso ao que se contém no HD externo em causa, em ordem a poder, então, com plena ciência dos  elementos existentes em tais arquivos, decidir sobre a divulgação, total ou parcial, do que se passou na reunião ministerial de 22/04/2020, realizada no Palácio do Planalto”, afirmou o decano.

O ministro também autorizou que a Polícia Federal faça uma perícia no vídeo entregue por Bolsonaro ao Supremo. O pedido foi formulado pela própria PF para constatar-se a sua “autenticidade e integridade e verificar a ausência, ou não, de eventual edição, modificação, seleção de fragmentos ou, até mesmo, supressão de passagens relevantes dos registros audiovisuais contidos no vídeo”.

Continua após a publicidade
Publicidade