Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bretas nega benefício a ex-todo-poderoso da Rio Ônibus

Segundo a Lava-Jato, Bueno embolsou ao menos R$ 16 milhões em desvios de passagens de ônibus

O juiz Marcelo Bretas negou nesta quarta (24) pedido feito pela defesa do ex-diretor da Rio Ônibus Éneas da Silva Bueno para que fossem encerradas as medidas cautelares contra ele.

Bueno foi preso preventivamente em 2017. Ele está em prisão domiciliar após habeas corpus concedido pelo ministro do STF Gilmar Mendes.

O MPF afirma que o executivo ajudou a chefiar esquemas de corrupção no setor de transporte público do Rio.

Segundo a força-tarefa da Lava-Jato, Bueno embolsou ao menos R$ 16 milhões em desvios de passagens de ônibus.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s