Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Uma brasileira no comando de entidade internacional de críticos de arte

Pesquisadora da USP disputou o cargo com um representante italiano e outra alemã.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 30 nov 2020, 18h15 - Publicado em 1 dez 2020, 18h32

A crítica de arte e pesquisadora Lisbeth Rebollo foi reeleita como presidente da Associação Internacional de Críticos de Arte – AICA Internacional. Ela é a primeira brasileira a ocupar o cargo. A entidade reúne mais de 5.000 profissionais de arte de 95 países.

Lisbeth também já foi presidente da Associação Brasileira de Críticos de Arte, duas vezes diretora do Museu de Arte Contemporânea de São Paulo e é professora titular da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.

O resultado da eleição foi divulgado no sábado, 21 de novembro, e Lisbeth foi eleita com 54% dos votos de membros de diversos países da organização. A pesquisadora disputou o cargo com um representante italiano e outra alemã.

Publicidade