Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro finalmente desapega de Trump e cumprimenta Biden

Presidente brasileiro foi um dos últimos chefes de estado a reconhecer derrota de Donald Trump

Por Mariana Muniz 15 dez 2020, 17h33

Um dia após o reconhecimento da vitória de Joe Biden para a presidência dos Estados Unidos pelo colégio eleitoral de delegados, o presidente Jair Bolsonaro desistiu de se manter fiel a Donald Trump e mandou “saudações” ao ganhador, a que chamou de “presidente”.

Em uma publicação feita no Twitter, Bolsonaro escreveu: “Saudações ao Presidente @JoeBiden, com meus melhores votos e a esperança de que os EUA sigam sendo “a terra dos livres e o lar dos corajosos”.

O reconhecimento vem logo após dois dos últimos três negacionistas parabenizarem o novo presidente americano: Vladimir Putin, da Rússia, e Manoel López-Obrador, do México.

“Estarei pronto a trabalhar com o novo governo e dar continuidade à construção de uma aliança Brasil-EUA, na defesa da soberania, da democracia e da liberdade em todo o mundo, assim como na integração econômico-comercial em benefício dos nossos povos”, disse ainda.

Continua após a publicidade
Publicidade