Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro fará 600 dias no Planalto com marca para tirar o sono do petismo

Presidente vai mostrar números de brasileiros que escaparam da linha da pobreza por causa do auxílio emergencial: 'o maior da história'

Por Robson Bonin 20 ago 2020, 18h15

Jair Bolsonaro vai completar no próximo domingo 600 dias no Planalto. Para marcar a data, o governo vai colocar na rua uma bateria de resultados da política social tocada a partir do auxílio emergencial de 600 reais.

É aí que os petistas sentirão a fisgada. Bolsonaro vai martelar a partir do fim de semana o discurso de que seu governo tirou 5,5 milhões de brasileiros da linha da pobreza e evitou que outros 26,5 milhões passassem à pobreza por causa das demissões na pandemia.

O governo também vai tratar o auxílio emergencial pago a 126 milhões de brasileiros nesses meses de pandemia como “a maior estratégia de assistência da história do país”. Tudo isso com a popularidade subindo país afora, inclusive nos antigos redutos petistas.

Publicidade