Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro falou 34 palavrões na reunião, um a cada 3,5 minutos

Foram 9 variedades diferentes de "nomes feios" ditos pelo presidente

Por Robson Bonin, Mariana Muniz, Evandro Éboli, Manoel Schlindwein - Atualizado em 22 maio 2020, 20h18 - Publicado em 22 maio 2020, 20h12

Na reunião com seu primeiro escalão, o presidente não economizou no vocabulário impróprio.

Jair Bolsonaro disparou 34 palavrões. Um a cada 3,5 minutos.

Foram 9 variedades deles.

Mas não esteve sozinho. Claro, foi disparado o mais desbocado do encontro.

Continua após a publicidade

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, soltou 7 impropérios. E Paulo Guedes, dois.

 

 

 

Publicidade