Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro? Cúpula do PDT sonha com segundo turno entre Ciro e Lula

Em conversa com Lupi, Randolfe diz que governo Bolsonaro é 'coalizão de gente que não presta'

Por Robson Bonin Atualizado em 27 set 2021, 12h05 - Publicado em 27 set 2021, 12h04

Numa conversa com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, o vice-presidente da CPI da Pandemia, Randolfe Rodrigues, avaliou o desempenho da comissão, que já se encaminha para a conclusão dos trabalhos, bateu sem dó no governo de Jair Bolsonaro.

“A CPI está sendo uma experiência de como as instituições democráticas podem responder a esse engenheiro do caos (Jair Bolsonaro), profeta da ignorância e da maldade que está no poder. O governo Bolsonaro é uma coalizão de gente que não presta, gente ruim. Cada cena deprimente que a gente assiste na Comissão Parlamentar de Inquérito retrata isso”, disse.

Randolfe diz que um dos maiores legados da CPI é a união de diferentes forças políticas na luta contra o “mal comum”. “Eu, o senador Omar Aziz, o senador Humberto Costa – um do PSD, o outro do PT –, o senador Renan (Calheiros) do MDB, o Alessandro Vieira do Cidadania. A atuação dessa CPI é a experiência concreta de frente ampla (…) Esses diferentes se uniram e fizeram uma instituição funcionar”, disse.

Sobre 2022, o senador revelou a torcida por um segundo turno sem Bolsonaro. “Esse seria o segundo turno que o Brasil merece, principalmente depois do pesadelo Bolsonaro. Tenho esperança que seja assim”, disse Randolfe.

Lupi foi na mesma linha, dizendo que “o segundo turno dos sonhos seria entre Ciro Gomes e Lula”. A conversa da dupla foi no “Café com Lupi”, um programa semanal do pedetista no canal do partido nas redes.

Continua após a publicidade
Publicidade