Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro agora negocia dar ministério de astronauta ao centrão

Líderes da Câmara acompanham conversas do presidente com Fábio Faria (PSD-RN). O deputado nega que tenha interesse ou esteja trabalhando para ser ministro

Por Robson Bonin Atualizado em 27 abr 2020, 12h25 - Publicado em 27 abr 2020, 08h33

Enfraquecido no cargo após virar alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal por denúncias do ex-ministro Sergio Moro, Jair Bolsonaro vai ampliando o espaço do centrão no governo. Agora, a bola da vez é o ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

O centrão, que sempre mandou na pasta, quer recuperar o terreno e conta com um nome próximo do Planalto para a tarefa. Segundo auxiliares do presidente, o deputado Fábio Faria (PSD-RN) vem conversando com Bolsonaro sobre a possível troca. Genro de Sílvio Santos, ele caiu nas graças do presidente e de seu núcleo familiar.

ASSINE VEJA

Coronavírus: uma nova esperança A aposta no antiviral que já traz ótimos resultados contra a Covid-19, a pandemia eleitoral em Brasília e os fiéis de Bolsonaro. Leia nesta edição.
Clique e Assine

Um importante aliado de Fábio Faria diz que seus movimentos são pessoais, não propriamente tocados pelo PSD, mas, claro, ninguém no partido reclamará se o ministério que já foi de Gilberto Kassab voltar ao ninho partidário.

Seria, como revela o Radar, uma forma de ampliar o apoio ao Planalto na Câmara. Em guerra com Moro, Bolsonaro precisa de apoio para enfrentar uma possível denúncia ou processo de impeachment. O ex-ministro acusou abertamente o presidente de tentar ter acesso a informações sigilosas da Polícia Federal e de inquéritos abertos no STF contra seus aliados.

Bolsonaro sabe que terá tempos difíceis, caso Moro prove o ato presidencial de obstrução de justiça. Na nova realidade do governo, não há espaço para figuras como Marcos Pontes, que virou ministro a partir do discurso de campanha de Bolsonaro, de que não aceitaria toma lá dá cá nem faria barganhas políticas com partidos do Congresso.

ATUALIZAÇÃO, 11h52 — O deputado Fábio Faria entrou em contato com o Radar para negar que esteja interessado no cargo do ministro Marcos Pontes ou que esteja trabalhando para virar ministro.

 

Continua após a publicidade

Publicidade