Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaristas e petistas se unem nas críticas a novo emprego de Moro

Ex-juiz é alvo de críticas do dois lados desde que anunciou no domingo o novo trabalho

Por Evandro Éboli Atualizado em 1 dez 2020, 11h38 - Publicado em 1 dez 2020, 11h16

Não foi a primeira vez, mas aconteceu de novo. Bolsonaristas  e petistas convergem nas críticas a Sergio Moro e atacam nas redes o novo emprego do ex-juiz da Lava Jato.

Ele será sócio-diretor da empresa de consultoria e gestão Alvarez & Marsal

“Adivinha quem acabou de ser contratado e já será o funcionário do mês na Odebrecht?”, postou a deputada Major Fabiana (PSL-RJ), se referindo ao fato de a empregadora do ex-ministro de Bolsonaro ser administradora do processo de recuperação do Grupo Odebrecht. Moro irá atuar na área de compliance. 

“Sergio Moro é o novo diretor da empresa que é administradora judicial da Odebrecht, empreiteira investigada pela Lava Jato. Precisa desenhar?”, criticou o deputado Paulo Pimenta (PT-RS)

No seu twitter, Moro disse que ingressa na empresa para ajudá-la a fazer a coisa certa, uma política de integridade e de anticorrupção. “Não é advocacia nem atuarei em casos de potencial conflito de interesses”.

Continua após a publicidade
Publicidade