Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Autor de decisão histórica contra a grilagem em 2010, ex-ministro Gilson Dipp advoga para empresa de grileiro

Na cadeira de corregedor nacional do CNJ, o ex-ministro do STJ Gilson Dipp assinou uma decisão histórica em 2010, ao determinar o cancelamento de 5 mil registros de terra do Pará que estavam nas mãos de grileiros. Pelo feito, levou o prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente. Nesta terça (22), Dipp voltará ao CNJ, mas […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h17 - Publicado em 22 nov 2016, 06h20
Não sabia

Não sabia

Na cadeira de corregedor nacional do CNJ, o ex-ministro do STJ Gilson Dipp assinou uma decisão histórica em 2010, ao determinar o cancelamento de 5 mil registros de terra do Pará que estavam nas mãos de grileiros.

Pelo feito, levou o prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente.

Nesta terça (22), Dipp voltará ao CNJ, mas para atuar do outro lado da tribuna. Como advogado, ele defenderá a Bom Jesus Agropecuária. A empresa pertence a Nelson Vigolo, apontado como um dos maiores grileiros da Bahia e alvo de uma operação da Polícia Civil em agosto deste ano.

Nenhum constrangimento, ministro?

Ele próprio responde: “Não conheço esse senhor, não sabia (que a empresa é de um grileiro)”.

Continua após a publicidade
Publicidade