Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

As mudanças na Secretaria de Administração Penitenciária do Rio

Operação do MP e da Polícia Civil atinge contratos e licitações feitos por presídios do estado

Por Mariana Muniz 14 out 2020, 09h34

A operação realizada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil do Rio nesta quarta-feira – que mira em contratos dos presídios do estado – deve provocar a queda do atual titular da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

A saída de Alexandre Azevedo de Jesus é dada como certa por interlocutores do governo interino de Claudio Castro. O coronel é um dos remanescentes da gestão de Wilson Witzel, que está afastado do cargo por decisão do STJ.

Na operação desta quarta, são cumpridos três mandados de prisão preventiva e 71 de busca e apreensão.

O desafio de Castro será encontrar um novo comando para a pasta, conhecida como uma secretária que “ninguém quer”.

Continua após a publicidade
Publicidade