Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Aras: ‘Para reagir às fake news temos que prestigiar o jornalismo’

PGR criticou 'desinformação como método' e pediu valorização do jornalismo profissional

Por Mariana Muniz 27 Maio 2020, 11h07

O procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu nesta quarta-feira a necessidade do fortalecimento do jornalismo profissional no combate às notícias falsas. As falas do PGR acontecem no mesmo dia em que a Polícia Federal cumpre a pedido do STF mandados de busca e apreensão contra pessoas acusadas de financiar e propagar fake news.

“Para reagir às fake news temos que prestigiar o jornalismo profissional. Hoje um dos nossos maiores problemas é a desinformação como método, como promoção da ignorância, da incivilidade”, afirmou Aras.

A declaração do PGR foi feita durante o seminário virtual “Liberdade de imprensa, Justiça e segurança dos jornalistas”, promovido pela Faculdade de Direito da USP, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a ESPM.

“O PGR não tem deixado de passar sua mensagem formal à imprensa e seu repúdio a toda e qualquer restrição à liberdade de imprensa. Rejeito toda e qualquer forma de violência contra profissionais de imprensa”, disse ainda.  Para Aras, é importante prestigiar a imprensa formal em detrimento de blogs e sites que divulgam informações falsas.

 

Continua após a publicidade
Publicidade