Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PSL cogita expulsar apresentadora que se lançou como pré-candidata

Confusão repercutiu no PSL em São Paulo, mas, apesar de cogitarem expulsão, ela deve se manter na legenda

Por Pedro Carvalho 20 jun 2018, 07h36

A apresentadora Joice Hasselmann pode ser expulsa do PSL após lançar sua pré-candidatura ao governo de São Paulo sem a anuência do partido.

Hasselmann oficializou seu nome após um evento na sexta-feira (15). Antes disso, ela tentou cavar a vice-presidência em chapa com Jair Bolsonaro.

Mesmo após negativa pública do presidente estadual do partido, Major Olímpio, ela segue dizendo que será candidata. Passou a incomodar e a possibilidade de expulsão já é cogitada. Ainda assim, não deve prosperar e a reprimenda deve ser reservada.

Com situação indefinida, Hasselmann já sentiu o gosto da expulsão. Na madrugada de sábado (16), ela enviou uma arte com seu nome em um grupo com jornalistas de todo o Brasil.

Foi repreendida pelo administrador por fazer propaganda política e não aceitou: “Não aceito cabresto. Não pedi para entrar no grupo, mas por conta do gesto descortês e anti-liberdade contra quem jamais fez qualquer coisa, além de informar e opinar, eu me retiro”.

 

Continua após a publicidade
Publicidade