Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alvo de buscas da PF, Bezerra se diz vítima de retaliação

Defesa do senador diz que operação é por conta de sua ação "combativa" contra órgãos de persecução penal

Por Evandro Éboli - Atualizado em 19 set 2019, 08h39 - Publicado em 19 set 2019, 08h21

Fernando Bezerra já achou suas razões para essa ação da Polícia Federal, que faz busca e apreensão no seu gabinete e no de seu filho deputado federal, Fernando Coelho Filho.

O senador acredita se tratar de uma operação política por conta de sua “atuação combativa” contra órgãos do governo. Mesmo sem citar, parece se referir à própria Polícia Federal.

Veja a sua nota de defesa:

“Causa estranheza à defesa que medidas cautelares sejam decretadas em razão de fatos pretéritos que não guardam qualquer razão de contemporaneidade com o objeto da investigação. A única justificativa do pedido seria em razão da atuação política e combativa do senador contra determinados interesses dos órgãos de persecução penal” – diz a nota, assinada pelo advogado André Callegari, que atua na sua defesa.

Continua após a publicidade
Publicidade