Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Advogado do acusado de disparar fogos contra STF é entusiasta das armas

Em vídeo, Paul Karsten, ao lado de outros colegas e de Renan Sena, diz que Toffoli, Maia e Ibaneis agiram como "déspotas" ao fazerem B.O.

Por Evandro Éboli Atualizado em 15 jun 2020, 13h40 - Publicado em 15 jun 2020, 10h26

O advogado Paul Karsten Farias acompanhou ontem na delegacia a condução e o depoimento do ex-servidor do governo Renan da Silva Sena. Ele aparece em alguns vídeos ao lado de Sena e, na saída, fez uma gravação em defesa de seu cliente.

Karsten, ao lado de outros advogados que atuam a favor de Sena,  diz que a sua condução pela Polícia Civil é questionável e que parece ter sido “algo direcionado e encomendado por um poderoso”. Se referiu a abordagem dos policiais quando prenderam o ex-funcionário do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

ASSINE VEJA

Os desafios dos estados que começam a flexibilizar a quarentena O início da reabertura em grandes cidades brasileiras, os embates dentro do Centrão e a corrida pela vacina contra o coronavírus. Leia nesta edição.
Clique e Assine

E disse também que as autoridades que registraram um boletim de ocorrência contra Sena – os presidentes do STF, da Câmara e o governador Ibaneis – não podem agir como “déspotas”.

Paul Karsten é um entusiasta armamentista. É um instrutor de tiros, se apresenta como um advogado especialista em legislação de armas e coordenador do Pró-armas em Brasília.

Em várias fotos nas suas redes sociais ele parece posando com armas, como se estivesse fazendo ou simulando algum disparo.  Eleitor de Jair Bolsonaro, Karsten fez propaganda eleitoral do capitão segurando um fuzil.

O advogado já participou de audiências públicas na Câmara defendendo que sua categoria tenha facilitado o acesso ao porte e a posse de armas. Para ele, os advogados correm riscos pela natureza de suas atividades.

Continua após a publicidade

Para Karsten, advogados devem ter porte específico, assim como juízes e procuradores.

“A quem pode interessar eliminar os advogados? Quem defende os direitos de alguém sempre será uma “pedra no sapato” dos inimigos desse alguém defendido. Todo e qualquer grupo, quadrilha, bando ou indivíduo interessado em perpetrar uma injustiça, contra quem quer que seja, vê no advogado um entrave a sua nefasta intenção”, argumenta.

A OAB é contra o porte de armas para advogados.

Karsten é a favor que todos os cidadãos possam adquirir armas para a defesa de suas residências, desde que cumprindo as exigências legais, como treinamento, exames e avaliações.

Abaixo, o advogado em campanha para Bolsonaro.

 

Redes Sociais/Reprodução

 

Continua após a publicidade
Publicidade