Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A turma do gabinete do ódio segue instalada no Planalto

Presidente adotou tom moderado nas relações com os demais poderes da República, mas não desativou a velha estrutura de Carluxo

Por Robson Bonin - Atualizado em 5 jul 2020, 18h26 - Publicado em 5 jul 2020, 18h25

Jair Bolsonaro está há duas semanas interpretando o papel de chefe de Estado moderado e tolerante com dos demais poderes da República.

Nada de narrativas golpistas nem ataques grosseiros aos chefes dos poderes, mas isso não significa que a turma do gabinete do ódio tenha perdido espaço.

A turma de “espiões” de Carlos Bolsonaro segue firme e forte despachando no Planalto e seguindo o presidente nas agendas como antes.

 

Publicidade