Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A resposta do embaixador da China aos ataques de Guedes

Sem citar o ministro da Economia, diplomata lembrou importância chinesa no fornecimento de imunizantes ao Brasil

Por Mariana Muniz Atualizado em 27 abr 2021, 21h00 - Publicado em 27 abr 2021, 20h52

Depois de o ministro da Economia dizer — sem saber que estava sendo filmado — que a vacina da China era menos eficaz do que a americana, o embaixador chinês fez um lembrete importante.

“Até o momento, a China é o principal fornecedor das vacinas e os insumos ao Brasil, que respondem por 95% do total recebido pelo Brasil e são suficientes para cobrir 60% dos grupos prioritários na fase emergencial. A Coronavac representa 84% das vacinas aplicadas no Brasil”, escreveu Yang Wanming no Twitter.

A China também é o maior parceiro comercial do Brasil. No fim da tarde, o ministro tentou reduzir os danos: afirmou que usou uma “imagem infeliz” ao falar sobre “chinês que inventou o vírus”.

Publicidade