Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A onda da reforma da Previdência que Bolsonaro não surfou

Temer sonhou, mas não viu a cor dos votos entregues por Rodrigo Maia na Câmara; já Bolsonaro... perdeu o bonde da história

Neste sábado, o país completa dez dias de uma longa e suada caminhada pela aprovação da reforma da Previdência. Michel Temer sonhou com esse momento, mas não viu a cor dos votos que agora Rodrigo Maia reuniu no plenário da Câmara e entregou a Jair Bolsonaro.

Apesar da grande satisfação ao ver o Parlamento trabalhar, o país não teve a chance de experimentar o otimismo político sobre o tema para embalar o segundo turno da votação e motivar o trabalho no Senado na volta do recesso dos congressistas em agosto.

Como tudo que vem fácil… Bolsonaro desperdiçou um momento único para o governo e para o país. Suplantou a pauta da Previdência para jogar o Brasil no toboágua da indicação de Eduardo Bolsonaro a embaixador, no ataque aos nordestinos ditos por ele “paraíbas”, na negação da fome que envergonha os brasileiros e no embate sobre o filme de Bruna Surfistinha.

A vitória da reforma ficou velha — mesmo tão nova.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s