Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A insatisfação do Senado com a gestão de Alcolumbre

Um presidente fora das grandes pautas do país

Por Robson Bonin - 23 ago 2019, 16h32

Davi Alcolumbre é o presidente do Senado e, por extensão, do Poder Legislativo. O chefe do Congresso é também parlamentar eleito pelo Amapá, estado encravado no coração da Amazônia.

Mas, nessa crise internacional envolvendo queimadas e desmatamento na selva, que domina o noticiário aqui e lá fora, onde está Davi?

Desde a tarde desta quinta, quem fala em criar comissão sobre queimadas, em enviar missão oficial à Europa e gerenciar a crise em busca de soluções é o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

É por causa dessa falta de capacidade de ler a conjuntura do país e envolver o Senado nas soluções dos problemas que Davi é criticado pelos colegas na Casa. Falta tamanho político ao chefe do Congresso.

Publicidade

Em tempo, Davi até gastou energia nesta semana com um tema político de impacto nacional — negativo para os cofres públicos, diga-se — ao pressionar o TCU a liberar o cabide de empregos bilionário da transposição de cargos nos ex-territórios da União.

Publicidade