Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Paraná Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba

Comunidade muçulmana planeja segunda mesquita em Curitiba

A Nova Mesquita vai funcionar em Santa Felicidade e atender especialmente os muçulmanos sunitas

Por Guilherme Voitch Atualizado em 30 jul 2020, 20h39 - Publicado em 4 dez 2017, 12h02

A comunidade muçulmana de Curitiba prepara a construção de uma segunda Mesquita na cidade. O templo religioso, que está sendo chamado de Nova Mesquita de Curitiba, será erguido no bairro de Santa Felicidade (Zona Oeste) e irá atender especialmente os muçulmanos sunitas da capital paranaense.

O Iman da comunidade sunita já está definido. Será o sheik Rodrigo Rodrigues, primeiro brasileiro a estudar Educação Islâmica na Universidade King Saud, na Arábia Saudita. Rodrigues já atuou anteriormente na Mesquita de Porto Alegre e na Mesquita do Pari, em São Paulo.

Xiitas e Sunitas

Atualmente, a única mesquita de Curitiba está localizada no centro da cidade. É a Mesquita Imam Ali Ibn Abi Talib, fundada em 1972. O templo é conhecido por ser um dos poucos locais sagrados do Brasil onde sunitas e xiitas rezam juntos. Desde 2014, no entanto, um grupo de sunitas passou a rezar separadamente em uma mussala (local de reunião e oração para muçulmanos que moram longe de mesquitas) localizada próxima ao terreno que irá receber a Nova Mesquita. O plano da comunidade sunita é também construir uma madrassa (escola) para a comunidade muçulmana.

Publicidade