Clique e assine a partir de 9,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PT troca Marília Arraes pela neutralidade do PSB

Tudo para enfraquecer Ciro Gomes

Por Ricardo Noblat - 1 ago 2018, 15h23

O PT mudou de posição. Antes só topava rifar a candidatura de Marília Arraes ao governo de Pernambuco se o Partido Socialista Brasileiro (PSB) apoiasse a candidatura de Lula a presidente.

Como a larga maioria do PSB quer apoiar Ciro Gomes (PDT), o PT recuou e agora topa rifar Marília em troca da neutralidade do PSB. Isso dá o tamanho do desespero do partido com o seu isolamento.

O acordo, que poderá ou não ser fechado até domingo, passa também pela retirada da candidatura de Manuela d’Ávila (PC do B) a presidente. A ela seria oferecida a vaga de vice de Lula.

O PC do B ganharia mais. À deputada Luciana Santos, sua presidente, caberia a vaga de vice de Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco e candidato à reeleição.

É Renildo Calheiros, ex-prefeito de Olinda e irmão do senador Renan Calheiros (PMDB), quem está à frente do acordo pelo PC do B. A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, negocia na outra ponta.

Neta do ex-governador Miguel Arraes, prima do ex-governador Eduardo Campos, Marília lidera as pesquisas de intenção de voto para o governo de Pernambuco.

Continua após a publicidade
Publicidade