Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado torce pela condenação de Lula

Se isso ocorrer, o passo seguinte será torcer pela desidratação da candidatura do deputado Jair Bolsonaro, o outro ponto do extremo

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Ueslei Marcelino/Reuters)

No início de 2014, a senadora Martha Suplicy, ainda no PT, convidou uma parcela expressiva do PIB brasileiro para jantar com o ex-presidente Lula em São Paulo. Autorizada por ele, Martha estava empenhada em criar as condições necessárias para que Lula fosse candidato naquele ano à sucessão da presidente Dilma Rousseff.

Banqueiros, empresários, analistas de mercado saíram do jantar encantados. Encontraram um Lula ameno, bem humorado, conciliador. Ouviram dele o que gostariam de ouvir de todos os candidatos confiáveis. Pois essa mesma gente, hoje, torce em silêncio pela condenação de Lula no próximo dia 24. O que houve?

Houve que Lula não foi candidato – Dilma não deixou. E houve que, acossado pela Lava Jato, Lula decidiu se reinventar. Do presidente que se gabava de ter incluído os pobres sem prejudicar os lucros dos mais ricos, transformou-se no inimigo declarado e assustador das elites que foram suas parceiras preferenciais durante oito anos.

Nada de surpreendente para quem já admitiu com prazer que é uma metamorfose ambulante. Ocorre que o sucedâneo do Lulinha paz e amor, a jararaca capaz de picar com ferocidade seus velhos aliados, foi longe demais para não perder a companhia das forças de esquerda. E se eleito em outubro próximo, dificilmente daria o dito pelo não dito, voltando ao colo aconchegante e generoso do centro.

Uma eventual segunda condenação de Lula, se possível por unanimidade, é o que o mercado mais deseja, e não esconde. Se isso ocorrer, o passo seguinte será torcer pela desidratação da candidatura do deputado Jair Bolsonaro, o outro ponto do extremo. E o passo seguinte, ajudar a eleger um candidato realmente comprometido com as reformas do Estado.

O plano é esse. Naturalmente, será preciso combinar com a massa descrente dos eleitores. Dar-se-á um jeito.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. lula o mais perseguido politico da história

    Curtir

  2. lula o mais pilantra político da história

    Curtir

  3. A ideia é colocar alguém lá que tire dos pobres e deem para os mais ricos!

    Curtir

  4. Enrico Pizzoli

    Lula a maior decepção e vergonha Nacional!

    Curtir

  5. Marco Antonio Miranda Pena

    Bolsonaro 2018, PETRALHADA VABUNDA VAI TRABALHAR AGORA !!!

    Curtir