Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Congresso de luto

Cada um pensa que poderá ser Lula amanhã

Por Ricardo Noblat 12 abr 2018, 13h00

É de desolação o clima no Congresso desde que Lula foi preso no último sábado. Deputados e senadores só falam disso, lamentando o que ocorreu e disfarçando seus temores à aproximação de um jornalista ou de alguém estranho.

Há os que procedem assim porque são amigos de Lula ou porque aprenderam a gostar dele mesmo à distância. A maioria, porém, está preocupada é com a própria sorte. Se Lula, até mesmo ele, acabou preso, qualquer um poderá ser também.

É o que se ouve nos plenários da Câmara e do Senado, nos amplos salões das duas casas, nos corredores e nos gabinetes. A torcida é para que Lula seja solto logo. Se não for, para que no próximo ano o Congresso aprove algum tipo de anistia para ele.

Tudo que possa beneficiar Lula facilitará a vida dos que temem sofrer castigo igual.

Antonio Lucena/VEJA
Continua após a publicidade

Publicidade