Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os 10 maiores mitos turísticos do mundo

Quem nunca sofreu uma desilusão turística que atire a primeira pedra. Você passa anos sonhando com aquele lugar. Vê fotos, lê sobre ele, faz planos. Junta seu rico dinheirinho e enfim consegue tempo para viajar. E quando acha que vai encontrar o seu lugar no mundo… é aquela decepção. Eu sempre sou da teoria que, […]

Vista de Dubai, nos Emirados Árabes

Vista de Dubai, nos Emirados Árabes

Quem nunca sofreu uma desilusão turística que atire a primeira pedra.

Você passa anos sonhando com aquele lugar. Vê fotos, lê sobre ele, faz planos. Junta seu rico dinheirinho e enfim consegue tempo para viajar. E quando acha que vai encontrar o seu lugar no mundo… é aquela decepção.

Eu sempre sou da teoria que, tendo a oportunidade, a gente tem que voltar aos lugares que já visitou, mesmo que eles tenham sido decepcionantes. Já mudei muito de opinião ao voltar para um lugar pela segunda, terceira ou sétima vez.

Gostar ou não de um lugar tem muito a ver com tantos fatores… a companhia que estava com você, o clima na época da visita, sua fase na vida, seu humor no dia, a quantidade de gente que estava no local, o fato de você estar cansado, etc, etc e etc.

Nunca entendi o que todo mundo via em Barcelona, por exemplo. Nem lembro mais quantas vezes já visitei a cidade. Mas sempre saí com a sensação de não era tudo aquilo. Até minha última visita. De alguma maneira vi a cidade com outros olhos e adorei. Ainda acho que é um destino superestimado de uma maneira geral, mas mudei minha maneira de pensar.

O mesmo aconteceu recentemente com São Francisco. Já tinha ido duas vezes antes mas a cidade ainda não tinha me conquistado. Até setembro passado, quando passei três dias e meio por lá. Saí com dor no coração e um nó na garganta.

Portanto não me levem a mal com a lista que vem a seguir. Eu posso não ter gostado destas atrações, mas posso mudar de opinião um dia. E você pode ter gostado delas e não me odiar por isso 😉

Mas me conte, quais são os maiores mitos turísticos para você?

 

1. Lago Ness, Escócia

Você dirige por horas e horas naquelas estradinhas cheias de curvas e enfim chega ao norte da Escócia, na pequenina Inverness (eu fui de carro desde Londres, ou seja, mais de 900 km). E aí descobre que o famoso Lago Ness, sim aquele do monstro, é apenas um lago. Como qualquer outro que você já viu e mais feio do que muitos outros que você também já viu. Ok, a paisagem até chegar lá é linda, há vários castelos no caminho, mas honestamente não achei que valeu o deslocamento. Pelo menos eu saí de lá com uma foto com o monstro. De plástico, para que não fique dúvida!

monstro

Eu e Nessie, o monstro

 

2. Milão, Itália

milano

Eu sei que esta é polêmica. Mas não consigo me apaixonar por Milão. Já fui mais de uma dezena de vezes para lá. Já fiquei em bairros diferentes. Já fui a passeio, a trabalho. No verão, no inverno. E ainda não rolou. Talvez um dia role ainda, mas… Sim, o Duomo de Milão é maravilhoso, há dezenas de lojas de grife, a comida é incrível, mas falta personalidade à cidade. Ainda mais se a gente pensar que a Itália tem tantos outros lugares mais bonitos, charmosos e interessantes para visitarmos.

 

3. Melbourne, Austrália

melbourne

Se você saiu do Brasil, na melhor das hipóteses gastou mais de um dia de viagem para chegar em Melbourne. Se estava esperando por destino incrível, vibrante e diferente… bem, melhor ir para Sydney. Não me entendam mal. Melbourne é bonita, tem o Yarra River que corta a cidade, a praia de St. Kilda tem um por do sol lindo, mas falta algo. A cidade não é barata, tanto para se hospedar como para comer, e para piorar tudo fecha super cedo. Encontrar um restaurante que te aceite depois das 21h é uma raridade. Em compensação Melbourne é um ótimo ponto de partida para quem quer visitar os 12 Apóstolos, aquelas formações rochosas lindas que ficam no mar.

 

4. Las Vegas Strip, EUA

las-vegas

Antes de ir para Las Vegas eu imaginava que ia chegar lá e encontrar uma cidade grande, com todos aqueles hotéis, cassinos… Bem, isso até o avião fazer um sobrevoo pela cidade. Las Vegas basicamente se resume a uma grande avenida. E só. É o famoso Las Vegas Strip. O resto fica meio espalhado em autoestradas, mas nada tem muita cara de cidade. Mais uma vez, não me entendam mal. Eu adoro Las Vegas, já voltei várias vezes. Mas que a cidade é uma coisa bizarra e decepcionante é. E vamos combinar que se você não é fã de cassinos ou compras não há muita opção…

 

5. Dubai, Emirados Árabes

dubai2

Que Dubai é uma maravilha é. Mas só se for da engenharia. Poucas cidades que conheci tinham menos personalidade do que Dubai. Tudo por lá foi construído artificialmente e feito para agradar aos turistas. Gosto muito mais de um lugar que foi forjado ao longo do tempo, pelos habitantes da cidade, que tem história, que atravessou guerras, do que um lugar que simplesmente recebeu uma injeção violenta de dinheiro, importou mão de obra barata de vários outros países e “criou” uma identidade. Sim, Dubai é impressionante, as construções são incríveis, os shoppings e hotéis são gigantescos e luxuosos, mas não, obrigada.

 

6. Cancún, México

cancun

Na teoria Cancún é a descrição do paraíso. Praias de areia branca, mar azul turquesa, comida mexicana, vários hotéis e resorts para escolher e margaritas por todo lado. Na prática, porém, está bem longe de ser o paraíso, especialmente na época do Spring Break dos EUA, quando a cidade fica abarrotada de adolescentes bêbados caindo por todos os cantos. A cidade acabou ficando turística demais, cheia demais e não vale a visita. Melhor gastar seus pesos em Tulum, por exemplo.

 

7. Times Square, Nova York

new-york

Ok, se você está indo para NY pela primeira vez, dê uma passada em Times Square, afinal de contas é Times Square, dê uma boa olhada, faça seus selfies e tchau!  Se você já esteve lá sabe que não é lá estas coisas, especialmente no ano novo (me dá arrepios só de pensar naquela multidão). Os nova-iorquinos, por exemplo, só colocam os pés em Times Square se trabalham na região ou se vão a algum show da Broadway. Não gaste seu tempo vendo gente fantasiada de Elmo ou de Estátua da Liberdade e aproveite os milhares de encantos que Nova York tem a oferecer.

 

8. Niagara Falls, EUA/Canadá

niagara-falls

Para nós, brasileiros, que quando pensamos em cataratas pensamos imediatamente nas do Iguaçu, as de Niagara são bem decepcionantes. Ok, é bonito de se ver, mas não é lá estas coisas e não vale a viagem apenas por isso, a não ser que esteja na sua rota. O lado canadense oferece as melhores vistas, já que é possível ver as American Falls, Bridal Veil Falls e Horseshoe Falls. Mas para quem já esteve em Foz do Iguaçu… Fora isso as cidades nas redondezas não oferecem nada de especial.

 

9. Calçada da Fama de Hollywood, EUA

walk-of-fame

Eu adoro Hollywood, adoro glamour, adoro cinema. Mas a calçada da fama é uma das atrações turísticas mais sem graça que podiam ter inventado para unir estas três coisas. Sinceramente, se você nunca foi, não perca seu tempo. Você vai ver exatamente o que está na foto: uma estrela com um nome e um símbolo indicando a indústria a qual a celebridade pertence. E milhares de turistas e artistas de rua pra cima e pra baixo. Obviamente as celebridades de verdade estão bem longe dali, então se seu objetivo é ver uma delas, procure em outro lugar.

 

10. Museu de cera, em qualquer parte do mundo

madame-tussaud

Falo com orgulho. Nunca pisei nem pretendo pisar em uma das 14 filiais do Madame Tussaud, o famoso museu das figuras de cera. E se um dia você me encontrar em algum, podem mandar me internar porque não estou no meu juízo normal. Desculpe se você já foi e gostou, mas não consigo pensar num único motivo para gastar meu dinheiro olhando ou tirando fotos com bonecos de cera que muitas das vezes nem parecem com as celebridades de verdade. Se você está em alguma das cidades que possui uma filial do Tussaud, não perca seu tempo (e dinheiro) e vá num museu de verdade!

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    James Dean do Suaräo

    Faltou o RJ na lista.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Latsi Vishnevsky

    Matéria subjetiva. Gosto não se discute, aposto que há milhões de pessoas com opinião contrária. Opinião puramente pessoal.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Tatiana Cunha

    Oi Latsi, justamente por ser subjetiva é um blog, não uma matéria! E ainda bem que cada um tem seu gosto, né? Já pensou se todos gostassem das mesmas coisas como o mundo seria chato? Obrigada pela participação

    Curtir

  4. Comentado por:

    Celso

    Como alguém vai pra Las Vegas se não gostar de Cassinos e Compras? Vai pra que então? Haha… é diversão pura!!
    Ah, ainda tem shows, baladas e restaurantes incríveis, além de Museus e a Downtown Vegas (‘velha’ Vegas, demais!!!)

    Curtir

  5. Comentado por:

    Jorge G

    Uau!! Haja comentários de mau humor criticando seu mau humor com estes lugares!!
    Acho que não entenderam bem o que você fez. É uma visão pessoal e pronto! E isso não é reportagem. Assino embaixo seus comentários sobre museus de cera, Las Vegas, Dubai. Denominador comum deles é SER FAKE! Mas tem quem goste, é fato, aproveitem!!
    Quanto aos demais é questão de gosto mesmo. Achei Melbourne fantástica, mas se comparar com Sydney, perde, o que não significa que deixe de ser fantástica. Time Square é aquilo mesmo e duvido quem goste, mas tem que passar lá mesmo. Eu, por exemplo, passei um reveillon em Sydney, um sacrifício imenso ao longo do dia para ver o show pirotécnico da Sydney Bridge. Não recomendo, exceto se se dispuser a pagar uma boa grana por lugares premium. Mas não me arrependo de ter ido. A experiência é tudo.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Rose

    Maravilhoso post. Acho que suas preferências combinam com as minhas. Tem cidade ou atração que falta personalidade mesmo e isso independe do quanto de dinheiro há na cidade. Eu retenho as minhas percepções porque são valiosas para mim, mas sempre dou uma chance de repensá-las se for possível e não me desgastar muito. Eu, por exemplo, tenho pavor da alteração “merece atenção turística” para “atenção puramente turística”. Estraga. Também não gosto de lugar que não sabe receber turistas e os trata mal. Fica uma péssima impressão, por mais belo ou interessante que seja o local.
    Tem vários pontos da sua lista que combinam com uma recente pesquisa que foi elaborada com as maiores decepções turísticas (daquela só excluiria Paris). Você poderia comentar essa lista. Seria interessante. Abraço.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Tatiana Cunha

    Obrigada pelo comentário, Rose! Também, não gosto de lugares que tratam mal seus turistas, mas dou um desconto para os parisienses 😉

    Curtir

  8. Comentado por:

    Tatiana Cunha

    É isso aí, Jorge, o post é minha opinião e cada um tem suas preferências. Agora vc me deixou triste. Sempre sonhei em passar um Reveillon na Sydney Bridge… Se for tipo Copacabana ou Times Square, to fora! Valeu pelo comentário

    Curtir