Clique e assine a partir de 9,90/mês
Modo Avião Por Tatiana Cunha As dicas certeiras de turismo e os lugares incríveis do planeta para você planejar sua próxima viagem

Oito edifícios com os mais encantadores jardins verticais

Mais que enfeitar, as plantas que recobrem fachadas ajudam a melhorar a qualidade do ar, diminuir a temperatura para moradores e diversificar a flora

Por Tatiana Cunha - Atualizado em 30 jul 2020, 20h39 - Publicado em 8 dez 2017, 15h23

Se você conhece alguém que foi a Milão nos últimos tempos provavelmente se deparou com uma foto de um edifício inteiro recoberto de plantas, de cima até embaixo.

Se ficou curioso e foi atrás de sua história, descobriu que ele é um prédio residencial projetado pelo arquiteto Stefano Boeri em 2014 e que tem mais de 900 árvores e 20 mil mudas plantadas.

Além de ajudar a combater a poluição, deixar as cidades mais verdes, estes projetos servem também como estratégia de marketing e maneira de atrair turistas. Não à toa alguns hotéis ao redor do mundo já estão com projetos em andamento para transformar suas paredes antes pintadas em lindas paredes verdes.

Se você está de viagem marcada, confira alguns dos edifícios com os mais encantadores jardins verticais do planeta…

1. Agora Garden

Taipé, Taiwan

Continua após a publicidade

Este complexo residencial que está em fase de acabamento em Taiwan foi projetado pelo escritório do arquiteto francês Vincent Callebaut e conta com 23 mil árvores e mudas. De acordo com o arquiteto, as plantas devem absorver cerca de 130 toneladas de dióxido de carbono por ano, o que equivale a 27 carros. O prédio de 21 andares foi projetado para usar ao máximo a iluminação e a ventilação naturais.

 

Continua após a publicidade

2. The East Village Building

Beirute, Líbano

Depois que um jardim público do bairro foi fechado para a população, o arquiteto J.M. Bonfils decidiu “incorpora-lo” no projeto que estava trabalhando em Beirute. Sua ideia era que os moradores da área pudessem continuar desfrutando dos benefícios do verde em suas vidas. Foi assim que ele introduziu uma enorme parede vertical neste prédio residencial que abriga uma galeria de arte no térreo.

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

3. Tower of Biodiversity

Paris, França

Recém-concluído, este prédio de 16 andares e 50 m em Paris tem um objetivo ousado. Fazer com que as plantas que com o passar dos anos recobrirão sua fachada espalhem sementes por toda a cidade com a ajuda do vento. Como sua fachada é toda recoberta por uma espécie de malha de metal que vai até a cobertura do prédio (onde há um jardim), a ideia é que a vegetação a use para recobrir de verde toda a fachada. Por dentro, painéis reciclados de titânio verde foram colocados para imitar musgos e dão uma cara especial ao prédio parisiense.

4. The Athenaeum Hotel

Londres, Inglaterra

Continua após a publicidade

Idealizado pelo artista e botânico francês Patrik Blanc, responsável também pela parede verde do museu Quai Branly, em Paris, o jardim vertical deste hotel londrino foi instalado em 2009 e rapidamente tornou-se sua marca registrada. O jardim vai do térreo ao décimo andar, que é a cobertura do edifício.

 

Continua após a publicidade

5. Clearpoint Residences

Colombo, Sri Lanka

Projetado para ser o primeiro jardim vertical do país, este apartamento residencial com 171 unidades usou as plantas não apenas como enfeite em sua fachada mas também como maneira de purificar o ar para os moradores e baixar a temperatura nos apartamentos. As plantas também oferecem sombra durante o quente verão local e ajudam a diminuir os gastos com ar-condicionado. Para economizar água, os jardins espalhados pelos 46 andares possuem um sistema de irrigação integrado que reaproveita a água da chuva.

 

Continua após a publicidade

6. Bosco Verticale

Milão, Itália

Concluídas em 2014, as duas torres residenciais projetadas pelo arquiteto Stefano Boeri estão recobertas por plantas que equivalem a cinco acres de floresta. De acordo com os responsáveis pelo projeto, são capazes de remover de 15 a 17 toneladas de gás carbônico do ar todos os anos. Com 112 m e 80 m de altura, os edifícios são recobertos por 800 árvores, 5 mil arbustos e outras 11 mil mudas que não precisam ser regadas, já que um sistema computadorizado foi implantado no prédio para realizar a função.

 

Continua após a publicidade

7. Santalaia

Bogotá, Colômbia

Continua após a publicidade

A América do Sul também já entrou na moda dos prédios verdes e Bogotá tem um dos melhores exemplos. O Santalaia é um edifício residencial cuja fachada é recoberta por nada menos que 115 mil plantas das mais variadas espécies. As mudas foram todas retiradas da costa oeste colombiana e instaladas no projeto do biólogo e botânico Ignacio Solano. São mais de 3.100 m2 de jardins verticais irrigados automaticamente por 42 estações que usam água reaproveitada dos próprios apartamentos.

8. Liuzhou Forest City

Guangxi, China

Este projeto, que ainda não saiu do papel, é bastante ousado e prevê a criação de uma cidade toda recoberta de plantas e árvores. Idealizada por Stefano Boeri, o mesmo do edifício verde em Milão, a cidade para 30 mil habitantes terá 175 hectares de área e, além das áreas residenciais, terá ainda centros comerciais, de recreação, duas escolas e um hospital. Segundo Boeri, serão necessárias 40 mil árvores e um milhão de plantas de mais de cem espécies para absorver as estimadas 10 mil toneladas de CO2 por ano. Ainda de acordo com o arquiteto, a floresta ajudará a diminuir a temperatura do air, criará barreiras para o barulho, além de melhorar a biodiversidade da região. A construção deve começar em 2020.

 

Continua após a publicidade
Publicidade