Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Modo Avião Por Tatiana Cunha As dicas certeiras de turismo e os lugares incríveis do planeta para você planejar sua próxima viagem

7 coisas da executiva que deixam viajantes da econômica com inveja

Mais tempo para dormir, não ter que enfrentar fila para ir ao banheiro durante o voo e comer com talheres de verdade são apenas alguns destes privilégios

Por Tatiana Cunha Atualizado em 30 jul 2020, 20h24 - Publicado em 9 jul 2018, 15h12

Sejamos sinceros. Todo mundo tem vontade de viajar de executiva ao invés de ficar horas e horas sentado como uma sardinha na lata e ainda tendo que disputar o apoio do braço com o vizinho e ter de rezar para que sua opção de jantar (frango ou massa) chegue até a fileira 46.

Conforto (e um pouquinho de luxo) é bom e todo mundo gosta. Mas infelizmente quase nenhum de nós pode pagar quando o assunto é viajar de executiva. Os preços podem ir desde o dobro do que pagaríamos por um bilhete de econômica até quatro ou cinco vezes o valor, dependendo da época do ano e da rota escolhida.

Da última vez que viajei de executiva resolvi fazer um teste. Como minha poltrona era de costas para o corredor, as pessoas não me viam sentadinha ao lado da janela. Aí me cobri com o edredom maravilhoso feito pela Sacks Fifth Avenue com exclusividade para a United e fiquei escutando os comentários enquanto os passageiros da econômica embarcavam.

“Fulano, seu lugar é aqui?”, perguntava um, às gargalhadas. “Nossa, um dia quero sentar numa [poltrona] dessas”, dizia outra. “Gente, será que posso ficar por aqui”, indagava outro passageiro.

Fora os olhares da mais pura inveja que recebia quando meu olhar acabava cruzando com o de alguém e eu estava bebericando champanhe enquanto eles ainda caminhavam para encontrar suas poltronas (não me entendam mal, eu não julgo ninguém por isso porque só devo ter voado de executiva em 2% das minhas viagens, então sei bem como é ir para o fundão da aeronave!).

Foi aí que comecei a pensar em tudo que nos dá inveja quando viajamos de econômica e sabemos que uma dezena ou duas de privilegiados estão deitadinhos na executiva, numa boa. Seja sincero, você se identifica com alguma dessas invejas?

1. Barulho de talheres

Basta chegar o horário de servir o jantar que nos sentimos ao lado de um restaurante. Para quem não está com o fone de ouvido tentando ver um filme ou não está sentado lá no fundo do avião, o barulho do pessoal da executiva comendo com talheres de verdade é quase uma tortura. Como as cortinas entre a executiva e a econômica são fechadas prontamente após a decolagem, só podemos ficar imaginando o que está sendo servido lá na frente e nos contentar com aquele pãozinho congelado que veio junto com a massa sem muito sabor.

Continua após a publicidade

2. Espaço no compartimento de bagagem

Essa é batata. Você passa cheio de sacolas, bolsas e malas em busca da fileira 48 e vê aquele monte de espaço vazio nos compartimentos de bagagem do pessoal da executiva. Aí até pensa: “Oba, hoje vai ter lugar para as minhas tralhas”. Mas basta cruzar a “fronteira” para a econômica e você percebe que comemorou cedo demais. Ao finalmente chegar à fileira 48 você se depara com milhares de malas e aí tem que implorar para um comissário de bordo te ajudar a encontrar espaço para as suas coisas. No fim ela te acompanha de volta até a executiva, coloca suas coisas como se estivesse quebrando o maior galho da história e diz que você só poderá pegar as suas coisas quando o avião pousar.

3. Nada de filas

Não vou nem comentar sobre as filas na hora de fazer check-in ou embarcar, que são infinitamente menores _ou inexistentes_ para quem viaja de executiva. Meu negócio aqui é a fila do banheiro durante o voo. Quer coisa mais desagradável do que ficar de pé, esperando, esperando e esperando pra poder fazer um simples número um em pleno voo? Fora que eu não entendo como as pessoas são capazes de demorar tanto tempo dentro daqueles micro banheiros de avião. Eu, como detesto fila e odeio entrar no banheiro depois que outro passageiro passou 40 minutos lá dentro, sempre janto/tomo café rapidinho, deixo minha bandeja no lugar e corro para o banheiro enquanto as pessoas terminam de comer. Não é o caso da executiva, onde as pessoas parecem não ter essas necessidades, hahahaha!

4. Mais tempo de sono

Para uma pessoa que ama dormir no avião como eu (e que desenvolveu uma técnica para conseguir isso até na econômica), alguns minutos a mais de luz apagada e silêncio na cabine são um luxo que invejo mesmo. Se você nunca reparou, enquanto as luzes da econômica são acesas geralmente uma hora e meia antes do pouso para que o café da manhã comece a ser servido, na executiva elas permanecem apagadas por muito mais tempo e são acesas gradativamente. Isso porque café da manhã por lá não tem hora, é quando o passageiro acorda.

5. Comer em pratos de verdade

Tá, pode me chamar de fresca. Mas vai me dizer que você também não prefere comer em um prato de louça do que num recipiente de papel alumínio que te queima toda vez que você vai tirar aquela tampa maldita… não tem comparação né? Isso sem falar na possibilidade de escolher entre pratos variados e não apenas “chicken or pasta”, como acontece na econômica na maior parte das companhias aéreas. E só pra quem me achou fresca ao falar da louça, preciso dizer que também faz toda a diferença tomar uns goles de vinho num copo de vidro e não num de plástico 😉

6. Mimos

Preciso confessar que essa é uma das coisas que me dá mais inveja quando viajo de econômica e passo pela cabine da executiva… vejo todos aqueles kits de amenidades sobre as poltronas e tenho vontade de levar todos pra casa comigo. Tá, eu sei que sou a louca da bolsinha e tenho milhares destes kits em casa. Não chega a ser uma coleção, está mais para uma obsessão, hahaha. Tenho da companhia aérea que você puder imaginar e a maioria eu simplesmente abro, vejo o que tem dentro e fecho, porque tenho pena de usar (sim, eu sei que sou um pouco estranha, mas quem não é?!). Esse da foto acima é o da United, igual ao que ganhei da última vez que viajei como VIP. E sim, abri, usei o lip balm e fechei de novo com pena de gastar, hahahaha.

7. Camas e cobertas

Tá, talvez eu tenha exagerado no item acima ao dizer que o kit de amenidades é o que eu mais invejo da executiva quando estou na econômica. Esqueça os kitzinhos, esqueça a comida de verdade, os talheres. O que eu mais invejo mesmo é poder deitar e dormir de verdade num voo longo. A diferença que faz no nosso estado geral ao desembarcar em outro canto do planeta após viajar na executiva é absurda. Fora que as poltronas são cada vez mais confortáveis e praticamente se transformam em camas, os travesseiros são grandes e não mini almofadinhas e as cobertas cobrem nosso corpo todo e não são do tamanho de guardanapos, como como acontece quando estamos na econômica.

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade