Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
VEJA Meus Livros Por Blog Um presente para quem ama os livros, e não sai da internet.

Scott Turow no espelho

.

Por Mariana Zylberkan Atualizado em 13 ago 2018, 21h57 - Publicado em 11 set 2011, 10h04

O escritor Scott Turow e seu personagem mais notório, o juiz Rusty Sabich, embaralham os limites em que o criador sai de cena para criar o personagem. Ambos têm a mesma idade, as mesmas dificuldades de se relacionar com mulheres, compartilham também o extenso conhecimento do judiciário americano e a igual vontade de encontrar a verdadeira felicidade. Por isso, quando passou dos 60 anos o escritor decidiu reencontrar o personagem que o alçou à fama literária em 1987, com Acima de Qualquer Suspeita, best-seller que ganhou adaptação para o cinema com Harrison Ford no papel principal.

“Eu quis voltar a crescer junto com o personagem. Rusty Sabich é um importante alterego e eu compreendi muitas coisas sobre mim enquanto escrevia o livro”, disse o autor em entrevista ao site de VEJA durante visita ao Brasil para participar da Bienal do Livro no Rio, onde aporta neste domingo.

O encontro com o alterego é retomado com O Inocente (editora Record), uma continuação de Acima de Qualquer Suspeita lançada em julho no país. Na sequência, Rusty, que havia sido absolvido da acusação de ter assassinado a amante, é julgado novamente pela morte misteriosa de sua mulher, Barbara. O thriller jurídico, gênero literário criado por Turow, ganha uma adaptação para a televisão em novembro, nos Estados Unidos.

.

.

O senhor e Rusty Sabich têm a mesma idade, entre outras coincidências. É sinal de uma simbiose entre criador e criatura? Eu quis voltar a crescer junto com o personagem. Rusty Sabich é um importante alterego e eu descobri isso novamente ao escrever O Inocente, o que foi uma experiência incrível. Há algo em revisitar Rusty que provoca uma influência muito grande sobre mim.

Ao longo desses anos, o que se mantém igual entre vocês dois? Acredito que a inocência seja o motivo pelo qual cometemos os mesmos erros repetidamente. Apesar de ele estar ávido por mudanças em sua vida, desde o primeiro livro, nada se alterou de fato. Há alguns anos, quando meu casamento chegou ao fim, uma namorada me disse algo que não esqueci: “Nunca se surpreenda se perceber que as pessoas não mudam”. Rusty ainda sente que nunca se satisfez de fato em um relacionamento amoroso.

Ele não era satisfeito no casamento desde o primeiro livro, quando teve um caso com a colega de trabalho. Então, por que ele decidiu continuar casado? Quando reli Acima de Qualquer Suspeita, entendi que Rusty já havia tomado essa decisão. Ele premeditou isso a favor de seu filho, para manter a família unida. Seu filho tende a ser uma pessoa frágil emocionalmente. Além disso, Rusty é bem masoquista e sempre encarou o péssimo casamento como algo inevitável e certamente todos esses conflitos voltam para atormentá-lo em O Inocente.

Continua após a publicidade

Os grandes julgamentos e escândalos de corrupção são mais noticiados hoje do que na época do lançamento de Acima de Qualquer Suspeita. De que forma o maior conhecimento da população em torno desses casos influenciou o estilo thriller jurídico? Algo que vemos muito nos Estados Unidos, e provavelmente no resto do mundo também, são homens poderosos tomando atitudes tolas. Eles arriscam suas carreiras por causa de paixões por mulheres. Temos o caso do Bill Clinton (ex-presidente americano que foi flagrado em ato sexual com a estagiária Monica Lewinsky na Casa Branca, em 1998), o do prefeito de Nova York (Eliot Spitzer abdicou do cargo após serem revelados gastos de dinheiro público com prostituição). Esse é o tipo de corrupção que passou a ser muito comentada ultimamente.

O livro carrega algum tipo de crítica em relação a como a lei é praticada nos Estados Unidos? De uma maneira geral, no livro, a prática da lei é manipulada e tratada como um fantoche porque ela nunca leva à verdade completa. As várias brechas na lei nunca atendem às necessidades de resolução dos casos.

Em que estágio estão as gravações da adaptação de O Inocente para a TV, pela TNT? O filme está em fase de gravações e a estreia está prevista para 29 de novembro. O ator Bill Pullman interpreta Rusty Sabich, Richard Schiff — que atuou como Toby Ziegler no seriado The West Wing — faz Tommy Molto, o inimigo de Rusty.

Por que Harrison Ford não foi escalado para o papel que o consagrou na adaptação de Acima de Qualquer Suspeita, em 1987?
Neste momento, a indústria cinematográfica de Hollywood acredita que processos e audiências pertencem à televisão e não mais ao cinema, o que eu acho uma bobagem. Essa tendência é consequência de seriados como Law and Order, que fazem o maior sucesso. Há também os canais que transmitem julgamentos reais ao vivo e geram bastante audiência. Além disso, Harrison Ford é um ator caro para uma produção de TV. Eu o acho um profissional maravilhoso e muito ético, mas as novas gerações não estão acostumadas a vê-lo na TV, o que poderia ser ruim para a produção.

Incomoda o fato de seu livro ser adaptado para a televisão e não para o cinema? Não, não me incomoda. Não dá para controlar Hollywood.

O título do livro entrega o final do suspense? Meus filhos se referem ao livro como PI2 (Presumed Innocent 2). Foi um sufoco tomar essa decisão após concluir o livro. Escolhi esse título porque o livro é sobre como as pessoas não fazem ideia do que são e do que fazem. Nesse sentido, elas são inocentes de suas próprias ações, e carecem de autoconhecimento. Todos os personagens sobrevivem num estado de total ignorância de si mesmos.

O senhor faz terapia? Eu não comento muito sobre essa parte da minha vida, mas não vou fingir que nunca fiz psicoterapia. Grande parte da minha família, exceto meu pai que é obstetra, é formada por psiquiatras. Meu tio e minha tia são analistas, meu outro tio foi psiquiatra, assim como seu filho. Então, eu cresci numa família bem influenciada pela psicologia. Talvez seja por isso que crio personagens tão profundos psicologicamente.

As leis nos Estados Unidos mudaram muito desde o lançamento de seu primeiro livro, principalmente após o 11 de Setembro? De que forma isso afetou sua publicação recente? O sistema de leis nos Estados Unidos, de uma maneira geral, ficou bem mais conservador. Isso tem a ver com a estratégia adotada pelo partido Republicano de colocar pessoas muito jovens no Supremo Tribunal. Nos Estados Unidos, os cargos de juiz federal são vitalícios. Então, os republicanos acabam controlando o judiciário americano, pelo menos em nível federal.

Planeja escrever uma sequência de O Inocente? Sim, eu acho que devo a Rusty uma chance de ser feliz.

O que faria Rusty feliz? Eu ainda não descobri isso. Tenho que viver mais um pouco para chegar a essa resposta.

A impressão que dá é que você e Rusty andam juntos pela vida.
Sim, ele é meu alterego. Quem sabe quando eu descobrir como ser feliz ele poderá ser também. Eu compreendi muitas coisas sobre mim enquanto escrevia o livro. Talvez isso aconteça também no próximo.

 

Continua após a publicidade
Publicidade