Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Me Engana que Eu Posto Por Coluna A verdade por trás de manchetes falsas que se espalham pela internet. Editado por João Pedroso de Campos.

MST não invadiu fazenda de Luciana Genro

Notícia inventada por site humorístico em 2015 tem sido compartilhada no Facebook como se fosse verdadeira

Por João Pedroso de Campos Atualizado em 6 dez 2017, 20h40 - Publicado em 17 jul 2017, 19h37

Uma página do Facebook ressuscitou na semana passada um boato que mira Luciana Genro, filha do ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro (PT) e candidata do PSOL à presidência da República em 2014.

Segundo a notícia falsa levada pela “Corrente do Bem pelo Brasil” aos Feeds de Notícias de seus 623.269 seguidores na rede social, uma fazenda de Luciana na zona rural de Porto Alegre foi invadida por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Compartilhada pela página como se fosse verdadeira (imagem abaixo), a notícia foi publicada pelo site Folha da Política em abril de 2016. Só na atual encarnação, já foi compartilhada cerca de 5.400 vezes e recebeu 5.700 curtidas na “Corrente do Bem pelo Brasil”, cuja admiração pelo juiz federal Sergio Moro e as Forças Armadas é visível em fotos ali postadas.

Leia abaixo o texto compartilhado pela página:

A ex-candidata a Presidente e engajada militante anticapitalista e antilatifundiária, [sic.] Luciana Genro, [sic.] foi surpreendida na manhã de hoje ao chegar em [sic.] sua grandiosa fazenda na zona rual [sic.] da Cidade de Porto Alegre.

Ela tinha o objetivo de descansar por alguns dias, pois, segundo a mesma, “estava já com as mãos cheias de calos de tanto trabalhar”, [sic.] Luciana ficou surpresa ao perceber que sua propriedade tinha sido invadida por  militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST, eles festejavam ao redor da confortável residência localizada na fazenda.

“Quando ia chegando pela estrada, observei de longe uma bandeira do MST hasteada e pensei: ‘Tá de tranquilo’, pois sempre deixo uma bandeira do movimento hasteada em todas as minhas propriedades como manifestação de apoio à causa”, disse a filha de Tarso.

Mas quando entrei pela porta da propriedade, vi inúmeras pessoas na piscina, e várias outros estavam desossando um boi para fazer churrasco, e só aí me dei conta de que havia algo errado”, lamenta.

Luciana Genro declarou que, quando se aproximou, já foi de imediato abordada por lideranças do MST, que a informaram que a propriedade estava sendo invadida “para efeitos de reforma agrária.”

Continua após a publicidade

“O que a gente não esperávamos”, declarou um dos líderes da invasão, “foi a reação dela, que por anos sempre nos apoiou, e justamente agora ameaçou chamar a polícia para nos retirar”.

Luciana disse à nossa reportagem que por defendendo [sic.] a reforma agrária, não esperava ter sua fazenda invadidas pelo MST, pois eles deviam ter o mínimo de consideração por mim que é aliada a sua causa.

Perguntada se sua reação não era contraditória com aquilo que afirma defender, Luciana Genro falou que não, pois “o socialismo não significa que ninguém pode ter uma fazenda, mas sim, que TODOS podem ter uma fazenda”, explicou.

Esse impasse só foi resolvido quando o pai de Luciana chegou ao local, que conseguiu convencer a filha a pedir reintegração de posse perante a justiça.

“Vai dar tudo certo, eles são votos certo se a gente agir correto”, afirmou Tarso Genro, que é filiado ao PT (Partido dos Trabalhadores).

A ex-candidata a presidência da República, ainda meio contrariada, concordou com Tarso seu pai.

Comentada por cerca de 1.600 pessoas só na “Corrente pelo Bem do Brasil” – a maioria delas crente de sua veracidade – a notícia falsa publicada pelo Folha da Política sequer é uma lorota original.

Trata-se de uma versão piorada, com erros de pontuação, grafia e lapsos semânticos, de um texto criado originalmente em junho de 2015 pelo site de humor Joselito Müller, autoproclamado “pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro”.

Não houve, portanto, nenhuma invasão do MST a uma suposta fazenda de Luciana Genro na zona rural de Porto Alegre. A informação foi inventada por um site humorístico que, assumidamente, publica notícias falsas e passada à frente como se fosse verdadeira no Facebook.

 

Agora você também pode colaborar com o Me engana que eu posto no combate às notícias mentirosas da internet. Recebeu alguma informação que suspeita – ou tem certeza – ser falsa? Envie para o blog via WhatsApp, no número (11) 9 9967-9374.

Continua após a publicidade
Publicidade