Clique e assine a partir de 9,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Conteúdo para assinantes

O candidato de Witzel para desbancar Crivella na Prefeitura do Rio

Ex-presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro foi candidato a vice-presidente nas eleições de 2018

Por Victor Irajá - Atualizado em 24 fev 2020, 15h08 - Publicado em 24 fev 2020, 14h56

No cerne da disputa pela Prefeitura do Rio – com ares, digamos, nacionais –, o governador Wilson Witzel (PSC-RJ) já tem um candidato. Trata-se do ex-presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento, o BNDES, Paulo Rabello de Castro (PSC-RJ). Economista pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, a UFRJ, Rabello de Castro tem 71 anos. O ex-presidente do BNDES é mestre em economia pela Universidade de Chicago, onde teve aulas com o ícone liberal Milton Friedman. Além de presidir o banco de fomentos públicos, ele comandou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. Nas eleições de 2018, o economista foi candidato a vice-presidente na chapa de Alvaro Dias (Podemos-PR).

Rabello de Castro presidiu o BNDES durante a gestão do ex-presidente Michel Temer, entre junho de 2017 e abril de 2018. A confirmação da candidatura ocorre enquanto o atual prefeito, Marcelo Crivella (PRB-RJ), flerta com o apoio do presidente Jair Bolsonaro. Witzel, que enseja uma candidatura à presidência da República em 2022, tem se afastado cada vez mais da gestão federal. Bolsonaro deve se manter neutro pelo menos no primeiro turno – embora apareça por aí lado a lado com Crivella, cuja popularidade é claudicante. O presidente, porém, sabe do trunfo do alcaide para atrair e manter a base evangélica a seu lado. A guerra pelo Palácio da Cidade está apenas começando.

 

Publicidade