Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Damares convoca coletiva e a abandona sem responder perguntas

Vítima de violência sexual quando criança, ministra foi questionada se estava emocionada com evento sobre o Dia do Enfrentamento à Violência Contra a Mulher

Por André Siqueira - Atualizado em 25 nov 2019, 18h36 - Publicado em 25 nov 2019, 16h45

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, convocou uma coletiva de imprensa para esta segunda-feira, 25, mas encerrou o encontro com jornalistas antes de responder qualquer pergunta. O momento foi compartilhado nas redes sociais de Damares.

Antes de se retirar, Damares foi questionada se daria algum detalhe da solenidade, realizada nesta segunda-feira, 25, sobre o Dia do Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. Diante do silêncio da ministra, os jornalistas questionaram se Damares estava emocionada – quando criança, a advogada e pastora foi vítima de violência sexual.

Publicidade

Na sequência, Damares fez um gesto com as mãos, e deixou a coletiva. Enquanto se retirava, a ministra foi questionada se deixará o governo Bolsonaro. No final de semana, o presidente Jair Bolsonaro rebateu a informação de que promoveria uma minirreforma ministerial em seu governo.

Em nota, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos afirmou que o ato de Damares foi uma encenação. “O objetivo do ato era mostrar como o silêncio da mulher incomoda”, diz a pasta.

Publicidade