Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro volta a acenar com Tarcísio, mas radicais querem Weintraub em SP

Presidente diz que ministro da Infraestrutura aceita discutir candidatura ao governo, mas bolsonarismo nas redes sociais insiste no ex-ministro da Educação

Por Da Redação 16 nov 2021, 10h20

O presidente Jair Bolsonaro, que ainda não tem um candidato ao governo de São Paulo em 2022, voltou a cogitar na segunda-feira, 15, em Dubai o lançamento da candidatura do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

“Eu conversei com o Tarcísio ontem. Ele aceita discutir uma possível candidatura dele ao governo do estado de São Paulo”, anunciou em Dubai, onde está em viagem com o ministro.

A insistência de Bolsonaro é tão antiga quanto a recusa do ministro, que prefere disputar uma vaga ao Senado por Goiás ou outro estado do Centro-Oeste onde tem boa popularidade em razão das obras de infraestrutura que tem viabilizado na região.

Nas redes sociais, o bolsonarismo se dividiu. Parte considerou boa a ideia do presidente, mas outros preferiram insistir na candidatura do ex-ministro Abraham Weintraub (Educação), um dos representantes do olavismo radical entre os bolsonaristas. Como resultado, Tarcísio e Weintraub foram parar nos trending topics (assuntos mais comentados) do Twitter nesta manhã.

Na semana passada, a seção paulista do PMN acenou com a possibilidade de oferecer a sigla para que Weintraub seja candidato ao governo. O ex-ministro agradeceu e não descartou. Prefere manter acesa a chama da militância.

O presidente, no entanto, nunca deu qualquer sinal de que possa apoiar a candidatura de Weintraub, que deixou o governo após criar desgaste para Bolsonaro com críticas ao Supremo Tribunal Federal. Como consolação, ganhou um cargo no Banco Mundial nos EUA, onde vive.

Continua após a publicidade

Publicidade