Clique e assine a partir de 9,90/mês
Letra de Médico Por Adriana Dias Lopes Orientações médicas e textos de saúde assinados por profissionais de primeira linha do Brasil

A vida é superação

Temos que superar os desafios da vida e da morte. Qual é o nosso limite? Cada um de nós tem o seu. De dor, De paciência.

Por Fernando Maluf - Atualizado em 16 mar 2020, 15h04 - Publicado em 16 mar 2020, 14h22

A superação é uma característica do ser humano. Todo dia é uma superação, seja no trânsito, no trabalho, em casa, com a saúde. Como médicos, a nossa superação é não apenas salvar cada vez mais vidas, mas evitar cada vez mais que as pessoas fiquem doentes. Temos que superar os desafios da vida e da morte. Qual é o nosso limite? Os pacientes me perguntam isso inúmeras vezes. Cada um de nós tem o seu limite. De dor, por exemplo. De paciência.

O grande desafio é superar os limites. Recentemente fiz um grande desafio para mim mesmo. Chegar ao campo base do Everest numa longa caminhada que exigiria muito empenho, preparo e esforço físico. O primeiro passo foi a disciplina. Começando pela disciplina mental. Saber que temos um desafio e nos preparar para enfrentá-lo, driblando os obstáculos e sendo perseverante, confiando no resultado. Tendo fé e coragem. Garra para não desistir. Ter empatia com aqueles que nos ajudam. Lembrar que a resiliência é a nossa amiga diante dos problemas e dificuldades que termos no caminho. Sermos persistentes naquilo a que nos propomos fazer.

Junto com esse processo mental temos que cuidar do corpo.

Cuidar da alimentação para nutrir o corpo da forma correta. Uma dieta balanceada que nos gere mais resistência, que alimente nossos músculos e nos prepare para condições adversas. Fazer as atividades físicas necessárias para, aliada à dieta adequada, ganhar força física para dias de caminhada em condições quase extremas. A ajuda de um profissional faz toda a diferença para nos orientar na direção correta. Nosso corpo precisa estar preparado antes, se aclimatar e ter 100% de desempenho para chegar no objetivo.

Continua após a publicidade

Nesse processo de preparação vem a ansiedade. Mas com a correria do dia a dia e o foco correto, deixamos de lado o que pode ser para fazer acontecer agora. E partimos para a jornada. Momentos de profunda apreciação, contemplação. Instantes longos muitas vezes de dor. E aí respirar fundo e superar. Passar por lugares nunca vistos. Conhecer pessoas iluminadas, diferentes, especiais cada uma em suas características. Caminhar, caminhar, caminhar…. olhar a paisagem de tirar o fôlego (literalmente) e dar mais um passo, mesmo que lento, mas que levará ao objetivo.

E chegar. Celebrar. Agradecer. Dar a devida importância a caminhada realizada. Reconhecer a nossa força diante dos obstáculos. Aceitar a jornada e o resultado de tanta dedicação e esforço. Agora releia esse texto e pense na jornada de um paciente. Na sua jornada diária. Na jornada de um amigo. Talvez essa descrição seja uma receita para que tenhamos uma vida bem vivida. Com saúde, aventuras, sabedoria e humildade. Uma lição para vivermos um dia de cada vez com toda a nossa dedicação. E seguir, sempre seguir em frente.

Ricardo Matsukawa/VEJA.com
Publicidade