Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

O temor dos donos de partidos com a investigação dos seus gastos

Análises com lupa das contas já permitiu iluminar extravagâncias com dinheiro público em hotelaria internacional e em passeios com jatos alugados

Por José Casado Atualizado em 14 out 2021, 14h32 - Publicado em 14 out 2021, 08h30

Há apreensão na burocracia dos partidos com o rumo de investigações em curso sobre as prestações de contas dos fundos eleitoral e partidário.

Cerca de R$ 1 bilhão saem dos cofres públicos, anualmente, para irrigar a engrenagem burocrática das organizações políticas. Em temporadas eleitorais o valor é triplicado.

A fiscalização de rotina é quase impossível, porque se baseia em dezenas de milhares de documentos fiscais. Porém, as primeiras Análises com lupa das contas dos dirigentes e donos de partidos já permitiu iluminar extravagâncias com dinheiro público em hotelaria internacional e com passeios em jatos alugados, além de casos de pura e simples apropriação recursos.

Há temor nos partidos com a repercussão na campanha eleitoral do ano que vem.

Continua após a publicidade
Publicidade