Clique e assine a partir de 9,90/mês
Holofote Por Silvio Navarro Os personagens que estão no centro do poder. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Meurer e os deputados-presidiários

Paranaense condenado pelo Supremo vai enfrentar processo de cassação

Por Silvio Navarro - Atualizado em 4 Jul 2018, 19h06 - Publicado em 4 Jul 2018, 18h04

Primeiro parlamentar condenado por crimes investigados pela Operação Lava Jato, o deputado paranaense Nelson Meurer, do PP, poderá ter o mandato cassado. O Conselho de Ética da Câmara instaurou processo contra ele nesta quarta-feira a pedido do PSOL e da Rede. O próximo passo será a escolha de um relator pelo presidente do colegiado, Elmar Nascimento (DEM-BA). Meurer foi condenado a treze anos e  nove meses de prisão pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e por ter embolsado 29 milhões de reais desviados dos cofres da Petrobras – seus advogados apresentaram recursos contra a decisão da Corte.

Depois de esgotados os recursos no Supremo, Nelson Meurer deverá começar a cumprir sua pena em regime fechado. E se depender da lentidão e do corporativismo da Câmara, o paranaense vai se juntar ao bizarro grupo dos deputados-presidiários, que já conta com Celso Jacob (MDB-RJ), João Rodrigues (PSD-SC) e Paulo Maluf (PP-SP).

Publicidade