Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Headlines Por Blog Histórias que ganharam as manchetes pelo mundo

Gangue consumiu R$ 40 mil em restaurantes e fugiu sem pagar

A polícia espanhola procura as 160 pessoas envolvidas no golpe

Por Da redação 7 mar 2017, 18h34

A polícia espanhola está investigando uma quadrilha de mais de 100 membros que gasta milhares de euros em restaurantes e foge antes de pagar a conta. Um suspeito foi preso e está sendo interrogado pelas autoridades.

O grupo formado por 160 pessoas causou prejuízos a dois restaurantes na província de León, no noroeste da Espanha, no mês de fevereiro. Eles deixaram um total de 12.000 euros (39.500 reais) em contas sem pagar.

O homem preso nessa segunda-feira é romeno e tem 48 anos. Segundo as investigações, ele seria um dos organizadores do golpe.

A última fraude aconteceu no final de fevereiro. O grupo reservou o restaurante do hotel El Carmen, em Bembibre, fingindo celebrar um batismo, e fez um depósito de 900 euros (2.900 reais). No dia da confraternização, 150 pessoas consumiram mais de 2.000 euros (6.600 reais), incluindo as refeições e bebidas alcoólicas, mas deixaram o local pouco antes da sobremesa ser servida.

Segundo o gerente do restaurante, Antonio Rodríguez, a fuga aconteceu de maneira muito inesperada. “Tudo aconteceu no espaço de um minuto”, disse. “Eles planejaram tudo e saíram em debandada”.

O primeiro golpe aconteceu no restaurante El Rincón de Pepín, também na província de León, poucos dias antes. Nesse caso, a quadrilha fingiu celebrar um jantar de casamento e também deixou um sinal para reservar o local, mas não pagou a conta de 10.000 euros (33.000 reais). “Eram 160 pessoas e todos desapareceram. De repente. Em apenas cinco minutos”, afirmou Laura Arias, dona do estabelecimento, à emissora britânica BBC.

De acordo com o jornal local Diario de Leon, o romeno preso é suspeito de ter se passado pelo padrinho da celebração de batismo ou pelo pai da noiva nos golpes.

Continua após a publicidade

Publicidade