Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Versão do filho de Lula não convenceu investigadores

Eles continuam acreditando que o esporte de Luis Cláudio é outro

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 31 jul 2020, 00h10 - Publicado em 5 nov 2015, 03h15

Tuitei no dia 29 de outubro:

Captura de Tela 2015-11-05 às 03.04.50

Nesta quinta-feira, 5 de novembro, a Folha informa:

“Durou quatro horas o depoimento de Luis Cláudio Lula da Silva à Polícia Federal. O filho do ex-presidente Lula estava tranquilo. Os investigadores, entretanto, não ficaram convencidos com a versão apresentada.”

Pois é. O filho de Lula ensaiou direitinho, mas não convenceu.

Talvez não tenha o talento teatral do pai.

luis_claudio_lula-1024x680

“Luis Cláudio teria dito que retirou documentos de sua empresa após reportagem revelar que recebeu pagamentos da Marcondes e Mautoni. Consultada, a defesa não respondeu.”

Continua após a publicidade

Essa suposta retirada de documentos pode ter sido a “faxina” realizada duas semanas antes do cerco da PF, conforme noticiado pela IstoÉ e repercutido aqui no blog.

A firma de lobby Marcondes e Mautoni é suspeita de ter atuado na “compra” de medidas provisórias do governo do PT que prorrogaram os benefícios fiscais de empresas do setor automotivo.

O filho de Lula é suspeito de ter sido recompensado pela efetivação da compra com pelo menos 1,5 milhão de reais que recebeu dessa empresa.

Segundo a nota do advogado Cristiano Zanin Martins, Luis Cláudio declarou que sua empresa LFT “prestou serviços” à Marcondes e Mautoni em 2014 e 2015 e, por isso, recebeu “os valores que foram contratados”.

O problema é que o comunicado não esclarece quais teriam sido esses serviços, que até agora não foram comprovados publicamente.

O filho de Lula, diz a nota, “reafirmou ao delegado o seu ‘know how’ na área esportiva”, citando suas passagens pelos quatro grandes clubes de São Paulo – Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.

A defesa deve ter mesmo muita confiança no juiz que reassumiu a Operação Zelotes para manter essa conversa mole. Felizmente, os investigadores ainda acreditam que o esporte de Luis Cláudio é outro.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Continua após a publicidade
Publicidade