Clique e assine a partir de 9,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Petrolão expõe Foro de São Paulo: Construtora que pagou Dirceu arrematou contrato milionário com Chávez

O bom filho à casa torna. Sem Foro de São Paulo, jamais teria havido petrolão. Então é natural que o esquema de corrupção na Petrobras ao menos exponha a organização política criada por Lula e pelo ditador Fidel Castro em 1990 com o objetivo de elevar a esquerda continental ao poder, com uma ajudinha de […]

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 11 Feb 2017, 14h15 - Publicado em 18 Mar 2015, 18h52

O bom filho à casa torna.

Sem Foro de São Paulo, jamais teria havido petrolão. Então é natural que o esquema de corrupção na Petrobras ao menos exponha a organização política criada por Lula e pelo ditador Fidel Castro em 1990 com o objetivo de elevar a esquerda continental ao poder, com uma ajudinha de organizações criminosas como as Farc.

VEJA revela que, no mesmo ano de 2012 em que o mensaleiro petista José Dirceu recebeu 1,04 milhão de reais da Consilux, a construtora paranaense arrematou um contrato de mais de 200 milhões de dólares com a ditadura de Hugo Chávez para construir 5.000 unidades do programa de moradias populares Misión Vivienda, versão venezuelana do “Minha Casa Minha Vida”.

A relação emperrada entre Chávez e Consilux se resolveu “coincidentemente” após o pagamento a Dirceu – que faturou um total de 29 milhões de reais por serviços de consultoria entre 2006 e 2013, sendo 8 milhões pagos por empresas citadas no petrolão, motivo pelo qual o juiz Sérgio Moro retirou o sigilo dos autos em que houve quebra do sigilo fiscal e bancário do petista.

Continua após a publicidade

Agora está exposto como as amizades cultivadas no Foro entre Lula, Dirceu e Chávez renderam ao PT. Como diria o mensaleiro: “nós já lutávamos por isso e já trabalhávamos por isso”.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=px7nPh8GGIY?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=620&h=349%5D

ANTÔNIO ABUJAMRA: Anos atrás, você podia prever uma América Latina assim: Fidel, Chávez, Morales, Bachelet, Correa… Quem mais? TODOS de esquerda na América do Sul! Você podia prever que isso ia acontecer?

JOSÉ DIRCEU: Prever, não. Mas nós já lutávamos por isso e já trabalhávamos por isso. Inclusive porque nós criamos o Foro de São Paulo, que lutava pra isso; depois criamos ainda o Grupo de Marbella, porque é o nome da cidade do hotel onde nós ficamos no Chile, que se reuniu, TODOS foram presi… Todos depois foram eleitos presidentes da República. Todos foram. TODOS. O Ciro Gomes, que participava, e o [mexicano] Cuauhtémoc Cárdenas ainda não foram. Mas o [Vicente] Fox foi [no México]. O [Ricardo] Lagos foi [no Chile]. Tabaré Vazquez foi [no Uruguai]. [Cita outro, inaudível.] O Lula foi. Então você vê que não é o Chávez, o Evo Morales…

Continua após a publicidade

ANTÔNIO ABUJAMRA [interrompendo]: Tabaré, Kirchner… Se essa turma se unir, o que é meio difícil, o que é que acontece com a América Latina?

JOSÉ DIRCEU: Não, a condição para a América Latina avançar é a união desses presidentes desses países. Por isso que a informação de que o Banco do Sul está avançando… e a consolidação do Mercosul, e a integração energética, o gasoduto, e mesmo a zona de livre-comércio entre os nossos países… Não há nada mais importante pra nós que a integração da América Latina. Hoje, o NAFTA, a União Europeia e o Pacto Asiático: 70% do comércio é intrabloco. Só 30[%] é exportado para fora do bloco. Aqui na América Latina ou do Sul, ainda é 20 ou 25%. Então nós temos muito para integrar. 

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Publicidade