Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os bonecos de Lula e os deveres da oposição

fantocheJPEGO senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) escreveu na tarde desta terça-feira em sua página no Facebook, referindo-se ao artigo de Marta Suplicy publicado hoje no Estadão, com novas críticas à presidente Dilma Rousseff:

“A estratégia é óbvia. Marta Suplicy se veste com os argumentos da oposição para conquistar seu passe livre para disputar a Prefeitura de São Paulo, ao mesmo tempo que cria uma corrente petista para descolar Lula da imagem catastrófica de Dilma. Mas não adianta. Dilma é cria de Lula com certidão, RG e DNA.”

Caiado faz bem. A oposição tem de desmascarar o ventríloquo Lula e seus bonecos Marta Suplicy e Gilberto Carvalho, usados para imunizar o ex-presidente contra o eventual fracasso do governo Dilma, conforme já dito neste blog. A estratégia é óbvia: Lula se mantém contra, a favor, favoravelmente contra ou ‘contramente’ a favor do governo – e, dependendo de como estiver a opinião pública na época das eleições, usa a narrativa com maior potencial de angariar votos.

Se Dilma estiver bem, ele é seu Criador. Senão, ela não ouviu seus conselhos etc. e tal.

Se o senador Aécio Neves for esperar quatro anos para reagir à campanha eleitoral do PT, será mais uma vez esmagado pelo marqueteiro petista. Os tucanos já erraram na campanha de 2014 ao cair no jogo de combater o PT e seus 12 anos de governo como um todo, e não a incompetência administrativa de Dilma, uma adversária bem mais fraca do que Lula.

Agora que precisa ao menos se prevenir contra a possível candidatura de Lula em 2018, parece exclusivamente focado em apontar as mentiras de Dilma e os problemas de seu governo.

Carvalho, a “vítima”
Em reunião com cerca de 150 militantes do PT na noite desta segunda-feira, Carvalho ainda defendeu o ex-ministro José Dirceu, afirmando, com o vitimismo de sempre, que as acusações contra ele na Operação Lava Jato, assim como as do mensalão, seriam uma tentativa da oposição de criminalizar o partido e impedir a candidatura de Lula daqui a três anos.

— Eles querem nos levar para as barras dos tribunais. O envolvimento do Zé (Dirceu) agora de novo é tudo na mesma perspectiva. E a leitura que se impõe diariamente na cabeça do nosso povo é essa de que a corrupção nasce conosco e por isso não temos condição de continuar governando o país — disse, todo coitadinho, o boneco de Lula, como se só quiséssemos levar seus patrões para os tribunais, e não para a cadeia.

Seu afago em Dirceu também pode ser entendido como um afago de Lula, já que o ex-presidente que sabia de tudo do Petrolão, segundo o doleiro Alberto Youssef, morre de medo de que ele o delate também. Depois que Dirceu se mostrou magoado por Lula ter mandado Paulo Okamotto supostamente comprar o seu silêncio em vez de retornar o seu telefonema, algum dos seus bonecos precisava mesmo fazer uma massagem no mensaleiro do Petrolão.

Cadê os demais opositores para denunciar diariamente com firmeza a estratégia lulista e seus movimentos? Até quando vão exercer, também, o papel que o ventríloquo Lula lhes reservou?

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Fernanda

    A estratégia é importante, mas também os elementos materiais de processo eleitoral devem ser analisados. O que mais me intriga na derrota do Aécio, foi o fato dele ter sido reeleito governador de Minas com quase 80% dos votos em primeiro turno e ter perdido as eleições presidenciais neste mesmo estado. Nenhum país desenvolvido utiliza as tais urnas, pois, ainda que se precisas fossem, suscitariam inúmeras dúvidas. O fato de um ex advogado do PT presidir o TRE infringe a impessoalidade necessária ao cargo, comprometendo a lisura do processo.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Tião Santos

    Estou totalmente descrente dos políticos brasileiros, mas acredito muito e quero parabenizar o Caiado e dizer que acho que o CAIADO, LUIZ C. HEINZE, LUPION, SERRA, AÉCIO, BOLSONARO E TANTOS OUTROS, que defendem a verdade e o respeito ao Brasil, devem aparecer mais e mostrar mais a população brasileira as mentiras os ataques terroristas os desmandos desses crápulas que estão nos roubando todo dia.Gente os ataques à produtores rurais, são terríveis, alguns como no Alto Araguaia “Suiá Missú”, onde famílias foram expulsas de suas terras e casas, filhos ficaram sem escolas que foram destruídas juntamente ao vilarejo existente à anos e que hoje se encontram embaixo de lonas mendingando, isso é um absurdo tem que ser mostrado ao mundo!!!
    Meus amigos qual o futuro da nossa juventude, comer os bolsas famílias do PT??? O país está quebrado, pois estamos sendo assaltados, e ainda temos que pagar novamente o que nos roubaram e nada acontece com os chefões dos assaltos, e que ainda nos obriga a ficar calados, pois somos monitorados de todas as formas cada dia mais para fiocar quietos. E AÍ, ALGUÉM TEM QUE REAGIR A TUDO ISSO E SE A OPOSIÇÃO NÃO ENCABEÇAR UMA REAÇÃO DURA E FORTE A POPULAÇÃO DE BEM SOZINHA TAMBÉM NÃO AGIRÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    A HORA CHEGOU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  3. Comentado por:

    Silas

    Lula foi um que se deslumbrou com o poder e esqueceu tudo que falava ou já mentia entes do poder?Como que vamos poder acreditar nesta raça.Todos são iguais só querem roubar.

    Curtir