Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O Globo acha pouco o mínimo de 1.848 homicídios cometidos por menores (que foram pegos)?

Veja a manchete na home do Globo Online: A reportagem explica: “Em 2012, o país tinha 20.532 menores infratores, de acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O estudo apresentado pela SNJ aponta que, desse total, 9% haviam cometido homicídio, contra 12% dos adultos presos”. Traduzindo: o “apenas” do Globo […]

Veja a manchete na home do Globo Online:

Captura de Tela 2015-06-03 às 15.27.30

A reportagem explica:

“Em 2012, o país tinha 20.532 menores infratores, de acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O estudo apresentado pela SNJ aponta que, desse total, 9% haviam cometido homicídio, contra 12% dos adultos presos”.

Traduzindo: o “apenas” do Globo corresponde a 1.848 assassinos menores de idade capturados pela polícia.

Ou seja: 1.848 homicídios, no mínimo, já que cada assassino pode ter matado mais de uma pessoa e ainda há os assasinos não capturados.

Isto é mais do que o total de assassinatos cometidos, em um só ano, em Portugal (122), na Espanha (364), na Itália (530) e no Reino Unido (653), por exemplo.

Mas, em matéria de Segurança Pública, O Globo é o que há de pior. Não bastassem as propagandas mentirosas do desarmamento no Brasil e da “pacificação” no Rio de Janeiro, o jornal ainda reforça mais uma campanha do governo, contra a redução da maioridade penal.

O método de minimizar com um “apenas” a porcentagem de menores assassinos visa a criar no público a impressão de que:

1) não vale a pena punir todos os menores, já que são muito poucos os que matam.

2) a redução da maioridade penal faria todos pagarem pelos assassinatos cometidos por alguns.

É uma dupla vigarice, porque:

1) torna irrisória a morte de pelo menos 1.848 brasileiros, boa parte deles inocentes.

2) ignora que, com a redução, os demais bandidos menores de idade não serão punidos por assassinatos, mas, sim, cada qual pelo crime que cometeu, de acordo com o princípio de proporcionalidade das penas.

A pergunta que o governo e O Globo nunca vão fazer diretamente ao leitor é “apenas” a seguinte:

Você prefere que um bandido de 16 anos que rouba a facadas um adolescente seja julgado e punido pelo crime como um adulto, ou que ele receba uma breve “medida socioeducativa” e volte para as ruas de ficha limpa?

Felipe Moura Brasil ⎯ https://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Gustavo

    Seguindo essa lógica Portugal deve abolir o crime de homicídio, afinal são só 122

    Curtir

  2. Comentado por:

    MVC

    Notei um erro de grafia na imagem no inicio do artigo, o correto seria: – Secretaria de Direitos “Dos Manos” da Presidência da Republica. A GLOBO esta com receio de perder a boquinha na arrecadação Do Criança Esperança, pois se concordar com a realidade atual do país a arrecadação vai cair e….

    Curtir

  3. Comentado por:

    Sérgio Rodrigues

    Sem contarmos Felipe Moura que, geralmente, só aparecem nos registros, crimes cometidos contra adultos. Por que tem muitos adolescentes que sofrem crimes (pessoas que veem dos colégios e que saem nos finais de semana para irem aos shopping) que não são registrados. Ou seja, tem muito adolescente (bandido) cometendo crimes contra adolescente (meu filho, seu filhos, etc) que esses crimes não são registrados.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Nehemias Wagner

    Sempre tentam usar desse argumento da porcentagem para tentar enganar as pessoas de que a quantidade de mortos por adolescentes é pouca. E se fosse pouca, isso diminui a gravidade do crime? 1 ou 1 milhão de mortos, não importa a quantidade ou quem comete o crime, o que importa é o crime.

    Curtir

  5. Comentado por:

    CLAUDIO/NITERÓI

    Em 20 anos a “ditadura” matou menos de 500 e querem punir crimes prescritos e pessoas que foram anistiadas.

    Curtir

  6. Comentado por:

    PauloRoberto

    E homicídio seria o único ítem da lista? Agressão, estupro, assalto, não contam?

    Curtir