Clique e assine a partir de 9,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Dilma aprovou, Lula assinou, filho de Lula ganhou. É o ‘montadão’!

Veja o resumo do novo escândalo de governo do PT

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 31 jul 2020, 00h23 - Publicado em 1 out 2015, 12h06

Montadão

Depois do mensalão e do petrolão, agora é a vez do montadão.

O governo Lula vendeu, em 2009, uma medida provisória para as montadoras de veículos.

A reportagem demolidora é do Estadão.

Continua após a publicidade

Passo a passo:

1) Empresas do setor pagaram R$ 36 milhões a lobistas para conseguir que Lula prorrogasse incentivos fiscais de R$ 1,3 bilhão por ano.

2) A medida provisória foi aprovada por Dilma Rousseff, então ministra da Casa Civil.

3) Quatro dias antes que o ato normativo fosse editado, um dos envolvidos no esquema tratou do assunto com o “seminarista” Gilberto Carvalho, então chefe de gabinete de Lula.

Continua após a publicidade

4) Um dos escritórios que atuaram para viabilizar a medida fez repasses de R$ 2,4 milhões a Luís Cláudio Lula da Silva, filho de Lula.

5) Lula assinou a medida provisória 471, beneficiando a a MMC Automotores, subsidiária da Mitsubishi, e a CAOA (fabricante de veículos Hyundai e revendedora das marcas Ford, Hyundai e Subaru).

* Antonio Palocci, em 2010, recebeu 4,5 milhões de reais da CAOA e já estava sendo investigado pelo Ministério Público sob a suspeita de ter embolsado dinheiro justamente para garantir incentivos fiscais à montadora.

6) Um dos lobistas, Mauro Marcondes, enviou mensagem dizendo que, em troca do acordo, havia se comprometido a entregar R$ 4 milhões a “pessoas do governo, PT”.

Continua após a publicidade

Pois é. Os petistas saíram montadinhos do montadão.

Como disse Gilberto Carvalho nesta semana: fomos “criando uma certa empáfia e seguindo a prática que condenávamos nos outros partidos”.

Obviamente, em escala muito maior e de modo institucionalizado, como nunca antes na história ‘dêsti paíf’.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Continua após a publicidade

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Publicidade