Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ninguém tira o Brasil do topo ao menos até a Copa de 2022

Eliminação da tetracampeã Alemanha tirou do Mundial a única seleção que poderia igualar os brasileiros em títulos; Itália, também tetra, nem foi à Rússia

Com a eliminação da Alemanha na primeira fase da Copa do Mundo de 2018, os dois tetracampeões do mundo que poderiam alcançar o pentacampeão Brasil em conquistas de taças da competição neste ano vão ter que esperar até 2022, no Catar, para tentarem conquistar o quinto título mundial. A Itália, outra equipe que poderia igualar a seleção brasileira, sequer se classificou para o Mundial da Rússia.

Com isso, a equipe comandada por Tite, que ainda pode conquistar o hexacampeonato, já está garantida como maior campeã do mundo até pelo menos a próxima Copa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Temos que parar com essa bobagem de que ninguém superará o Brasil até 2022 em títulos de campeões mundiais. O que vocês precisam dizer não dizem. Por exemplo: que a outras seleções vão para copa para competir. A nossa vai para se exibir. Outro exemplo: que a nossa seleção não e prepara devidamente para enfrentar o peso duma decisão. No jogo contra a Bélgica parecia que cada jogados tinha 3 quilos de chumbo em cada pé. Mais outra: precisamos retornar ao treinamento básico – estamos dominando e passando muito mal a bola e chutando com a força de um esfomeado.

    Curtir