Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Toga em parafuso

“Nem aos militares ocorreu fazer uma lei dessas”. Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, ensinando que a Lei da Ficha Limpa é pior que ditadura.

“Nem aos militares ocorreu fazer uma lei dessas”.

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, ensinando que a Lei da Ficha Limpa é pior que ditadura.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    arilson sartorato

    PRECISAMOS LEMBRAR O PETISTA MARCELOF ABAIXO, QUE A MAIORIA BURRA TAMBÉM ELEGEU O LULA E A DILMA, E AGORA ESTAMOS VIVENDO UM ERA DE ROUBALHEIRA ‘ COMO NUNCA ANTES VISTO NA HISTÓRIA DEST PAÍS” AGORA QUANTO A RESTRIÇÃO A LEI DA FIHA LIMPA, NENHUM PETISTA GOSTOU DA APROVAÇÃO.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Mari Labbate *44 Milhões*

    FORA, DITADOR GILMAR MENDES! OMOLU, PROTEJA-NOS!

    Curtir

  3. Comentado por:

    lina

    As regras do futebol e a formulação de discursos de como a entendemos , não a entemos como uma doutrina jurídica no estilo mais acadêmico. Exemplo, a lei do impedimento no futebol, mas do que uma regra do jogo; o interessante , a relação do meio com a mensagem.
    Espanha de 82.Madri era uma cidade pobre, provinciana se comparada a Paris e tudo era muito simples. Os shorts eram bem curtos, muito curtos, quase cuecas. Socrátes ,Zico, Cerezo , Falcão . Doze anos se passaram e todos os consideravam: a nova geração depois do dream team de 70. Eee, le le o, le le o , ano de 1990 . Na Itália ,a Globo dizia “Papa essa Brasil”, a vinheta era no melhor estilo Xuxa.
    Le Coq na Alemanha cantou. Brasil se preparou para a copa na Suiça.Brasileiros na Suiça, simplesmente complicado. A cobertura foi meio que documentário íntimo. No entanto , o clima era frio. Ronaldo só na ergométrica e Cacá vendo Lost. Parreira e Zagalo não se entediam. Franceses na Alemanha , outra história complicada. A França apresenta ao mundo uma seleção multirracial e era Zinédine Zidane , até mesmo um francês no melhor estilo Asterix era mulçumano.
    O interessante com a regra, a mídia se torna parte do jogo. Há câmaras em todos os jogadores que ampliam a possibilidade do futebol , consequentemente a jogada muitas vezes não depende do lance com a bola . E foi na briga particular entre Zidane e Materazzi que se decidiu a partida . Zidane alegou a honra mulçumana maior que o jogo para justificar seu ato e foi assim que um maestro se aposentou do futebol.
    Copa de 2010 , África do Sul. A mídia entrou mesmo no jogo para contar o que queria e até mesmo Mandela não teve peso com FIFA. E se foi o tempo de comentaristas intelectuais ao estilo Luxemburgo de dizer.
    A Espanha antes do jogo vinha com um forte lobby e todos elogiavam a seleção e com razão já que vinha com a base do dream team do Barcelona . Mesmo quando a seleção perdeu, foram arrumar logo um motivo bem reality. O goleiro ficou a mirar sua namorada que era jornalista. Por que não ?
    Cristiano Ronaldo aproveitou o momento que teve para golear , apareceu. E rolou um comercial de jeans Armani bem safadinho . Cristiano Ronaldo de cueca procura sua calça e clear na cabeça.
    Será que a camareira viu ?

    Curtir