Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

#SanatórioGeral: Torturadora do português

Para defender os trabalhadores, as mulheres e o direito à aposentadoria, Vanessa Grazzition estraçalha a língua portuguesa

“É assim, conversando com o povo que a gente recarrega as energias e tem a certeza de que estamos no caminho certo. Sempre na defesa do trabalhadores, do direito a aposentadoria e em defesa das mulheres. São muitas lutas!”. (Vanessa Grazziotin, senadora do PCdoB do Amazonas, no Twitter, deixando de incluir entre suas “muitas lutas” o feroz combate à língua portuguesa, surrada pelo sumiço de uma vírgula depois de “povo”, massacrada com a mistura de “gente” e “estamos” já na primeira frase, nocauteada com a amputação do “s” no “dos” que aparece antes de “trabalhadores” e assassinada com a degola da crase no “a” que precede “aposentadoria”)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    E ainda temos que dar graças a Deus , Augusto, que , por enquanto, sejam apenas ofensivas contra o idioma! É capaz de coisas bem piores, quando se associa aos amiguinhos Lindberg e Gleisi! E é nessas lutas a que se refere, que mora o perigo! Pode acreditar!

    Curtir

  2. João Batista Berto

    É por esta e muitas outras razões que eles defendem a linguagem das ruas.

    Curtir

  3. Do tipo de estudante que fugia da escola para fumar maconha.

    Curtir