Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Drácula estrábico

Senador petista expõe os motivos que deveriam levar o Facebook a derrubar também algumas páginas de esquerda

Por Augusto Nunes - 10 jul 2020, 15h46

“Havia destruição de reputações, havia ataques a instituições, como o Supremo e Congresso, havia ódio, havia disseminação de notícias falsas até mesmo sobre a Covid-19. Um escândalo de grandes proporções”. (Humberto Costa, senador do PT de Pernambuco, conhecido pelo codinome Drácula no Departamento de Propinas da Odebrecht, ao comentar a decisão do Facebook de censurar páginas consideradas “de direita”, sem explicar por que os responsáveis pela seleção não viram nada de mais nas páginas “de esquerda” que usam a rede social para atacar instituições — dando preferência ao Poder Executivo —, destruir reputações, estimular manifestações de ódio e disseminar notícias falsas sobre incontáveis assuntos, inclusive a covid-19)

Publicidade