Clique e assine a partir de 8,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Coragem é isso aí (3)

Tarso Genro acusa Sergio Moro de agir da mesma forma que ele agiu na época em que deportou os boxeadores cubanos

Por Augusto Nunes - 26 Maio 2020, 15h22

“A entrevista de Moro ontem no Fantástico foi a cena + degradante que um Ministro da Justiça promoveu na história da República. Cúmplice das ilegalidades cometidas pelo Presidente ao longo do Governo, sequer soube se arrepender com honra: foi frouxo, covarde e sem princípios”. (Tarso Genro, ex-ministro da Justiça do governo Lula, no Twitter, sem confessar se foi por frouxidão, covardia e falta de princípios que, em 2007, prendeu no Rio e deportou para a ilha-presidio dos Irmãos Castro os boxeadores cubanos Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara, que tentavam fugir para a liberdade na Alemanha)

Publicidade