Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

#SanatórioGeral: Coisa de estadista

Dilma Rousseff ensina que o povo é mais importante que as maracutaias de Lula

“Nenhum de meus mais pessimistas prognósticos previa o escândalo gerado pelo episódio do apartamento de luxo em área histórica de Salvador. E que isso merecesse do ocupante da Presidência da República mais atenção do que os problemas reais do nosso povo”

Dilma Rousseff, em artigo na menor semanal do país, invocando o caso do apartamento de Geddel Vieira Lima para explicar que não se interessou pelo sítio em Atibaia nem pelo triplex no Guarujá por estar concentrada na tarefa de de ajudar o povo com o aumento da inflação e do desemprego.

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Paulo Bandarra

    Bom. Uma coisa precisamos ser justos. Ela realmente conseguiu aumentar a inflação e o desemprego. Foi bem dedicada neste aspecto.

    Curtir

  2. VAGNER F BARBOSA

    E é justamente por conta do que essa mula revolucionária, o “petismo rancoroso” e os “pseudo” intelectuais progressistas “PENSAM” é que o Brasil tá mergulhado na pior crise da história, história aliás que lhes reserva um lugarzinho especial no pior capítulo do nosso país!

    Curtir

  3. Pena que o IPHAN vai deixar cair de podre uma parte considerável do casario de São Luís. Tão zeloso que foi no caso de Salvador poderia se pronunciar agora.

    Curtir