Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reynaldo-BH: Os doutores de Fidel não são bem-vindos ao nosso país

REYNALDO ROCHA Poucos atos ofendem mais a dignidade humana que o de enganar, mentir e fazer de quem ouve uma marionete na certeza da inação e do esquecimento. Hoje somos todos marionetes nos cordéis ou em mãos de artistas mambembes. O governo conseguiu o que queria. Usou da mentira e de afirmações que não se […]

REYNALDO ROCHA

Poucos atos ofendem mais a dignidade humana que o de enganar, mentir e fazer de quem ouve uma marionete na certeza da inação e do esquecimento.

Hoje somos todos marionetes nos cordéis ou em mãos de artistas mambembes.

O governo conseguiu o que queria. Usou da mentira e de afirmações que não se sustentam nem por um dia para arquitetar e dar continuidade a uma entrega da saúde no Brasil às mãos de cubanos. Os mesmos que erraram no diagnóstico e tratamento de Hugo Chávez.

Onde a medicina massificada abriu mão da competência em nome de uma propaganda ridícula baseada em número de médicos mal formados.

Alexandre Padilha ─ o ex-médico que envergonha a classe a que um dia pertenceu ─ informou ao país que o plano de importação de médicos cubanos estava sepultado. O foco estava voltado para os europeus.

Como de se prever, estes não vieram. Sabem o que os espera.

E, de repente, de modo quase surpreendente, estamos com 4 mil doutores de Fidel em nosso país. Não são bem-vindos. Entre eles, enquadram-se brasileiros formados em Cuba a partir de seleção por “critérios ideológicos”, supostos idealistas que querem ─ antes da diagnose ─ propagandear as delícias do regime cubano, bolivariano ou lulopetista e, por fim, médicos que se submetem a receber R$ 2 mil de um total de R$ 10 mil pagos ao governo de Cuba como forma de sobrevivência, além de terem as famílias impedidas de sair da ilha do Coma Andante.

Que país disporia de 4 mil médicos para serem deslocados de modo imediato? Seriam os melhores entre os que atendem em Havana? Deixariam seus pacientes desamparados ou aos cuidados de outro profissional? Ou a lógica diz que são o restolho do restolho, os que sequer trabalham na própria Cuba dos Castro?

Precisam colocar seus salários à disposição do governo? Aceitam ─ por quê? ─ receber um percentual ridículo pelo trabalho pago? Quem os escolheu? Por que não serão submetidos ao Revalida?

Desembarcarão no Brasil com gaze, esparadrapo, estetoscópio, equipamentos de exames básicos, equipamentos de eletrocardiograma, macas, leitos e sabão ─ tudo que falta aos médicos brasileiros?

Trarão ambulâncias equipadas com desfibriladores? Enfermeiros formados que não confundam soro com cortisona? Nada disso foi levado em conta. Se antes o lulopetismo roubava, deixava roubar e mentia, hoje concorda com mortes mais que previsíveis. Não haverá NENHUMA melhoria! Podem cobrar! Não existe mágica. Medicina não é curandeirismo. É ciência. E precisa dos meios para continuar existindo.

O que importa são os quase meio bilhão de reais por ano enviados ao governo de Cuba! E a propaganda. Agora, sem nenhuma reclamação dos médicos que NÃO irão atender, mas são proibidos de se manifestar. Eles são EMPREGADOS do governo cubano. São pagos pelo GOVERNO DE CUBA. Dependem do humor dos comandantes que trocaram soldados por médicos. Nem sequer na Venezuela esse sistema de trabalho escravo não deu certo. A população ─ mesmo falando a mesma língua ─ evitava os cubanos por considerá-los despreparados. Tanto é que os 4 mil que desembarcam com as bênçãos de Dilma et caterva estavam, antes, na Venezuela. O contrato não foi renovado.

Em um ano teremos aqui o desastre e a explicação oficial: “tentamos, mas não deu certo”.

Não é estranho que em ano eleitoral tais valores astronômicos sejam enviados a Cuba? Retornarão? Ou alguém esqueceu dos dólares enviados em caixas de uísque para a campanha de Lula? Ou do tal “padre” cubano que dizia a todos estar financiando a campanha do Imperador de Garanhuns? Num cenário de maior vigilância interna sobre financiamentos de campanha, que tal um financiamento externo?

A saúde do povo? Dane-se, parecem dizer. Se alguém morre por falta de médico, nada muda. Agora morrerão por falta de competência.

Só desconfio que haja uma conspiração mundial (aí incluídos Estados Unidos, Europa, México e até a América Latina!) que quer ver o governo Lula, digo Dilma, naufragar!

Afinal, houve claramente um boicote dessa classe gananciosa que, NO MUNDO TODO (à exceção de Cuba!), recusou a generosa oferta de Padilha e Dilma: receberem pelo pouco trabalho. Basta emitir atestados de óbito.

A culpa é dos médicos!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Plinião

    A maneira que estão trazendo esses pseudos-médicos é que está causando revolta. Se fosse aberto a qualquer médico do mundo que fizesse o revalida não haveria problema algum. Mas estão enfiando goela abaixo uns despreparados simpatizantes do comunismo.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Tichoq Niresev

    4.000 médicos ou 4.000 espiões catequistas da maldita doutrina cubana? Vão se espalhar nas terras de ignorantes (POR NÃO CONHECEREM), doutrinar e, ainda mandar o troco, em dólares para os ladrões daqui. Por isso não retorna com escolas de qualidade pois, precisam dos votos dos coitados dos brasileiros incautos.

    Curtir

  3. Comentado por:

    o desPTizador

    O Brasil que pensa, trabalha e sua quer viver em paz… não dá mais para aguentar os desmandos dessa corja do PT! Como só temos opo-zzzzzzzzzzz-ição, precisamos, urgente, de algo NOVO:http://www.novo.org.br/
    .
    APOIEM A CRIAÇÃO DO PARTIDO NOVO, URGENTE!

    Curtir

  4. Comentado por:

    razumikhin

    Nivelar, cumpanhêruzlsf çossalizta.
    É cracro que çó pode ce por baicho.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Luis R N Ferreira

    Acho que o foco da nossa revolta não deveria ser os cidadãos cubanos que estão chegando e sim o acinte à democracia que estamos assistindo em nosso território por conta deste projeto eleitoreiro petista, neste caso, mancomunado com a ditadura cubana. É constrangedor assistirmos em nosso país cenas patéticas idênticas àquelas que costumamos ver pela tevê mostrando manifestações “espontâneas” na Coréia do Norte. Como a dos “escravos” cubanos chegando aos aeroportos brasileiros escandindo um sorriso forçado e agitando bandeirolas dos dois países. E sendo encaminhados a quartéis onde ficarão segregados e incomunicáveis até serem levados aos seus remotos destinos. Isto não poderia ser tolerado neste país.

    Curtir

  6. Comentado por:

    pierre

    Elles não são medicos!
    Elles não tem diploma!
    Elles não fizeram o exame de revalidação!
    Elles são milicianos de uma ideologia que o povo brasileiro repudia ,figadalmente!
    Elles são escravos de um regime diabólico!
    Elles não tem liberdade!
    Os familiares delles,não tem liberdade de ir ou vir e são reféns e garantias de que os escravizados, no Brasil, não vão desertar!Não vão fugir!
    Petralhas! Estamos no século 21 ou no século 17?
    O desgoverno petista transformou a gloriosa FAB em “navios negreiros”, subordinando-se aos escravocratas comunistas e as prefeituras vão constituir novas “senzalas” pelo interior do país!
    Tudo pela causa! Ou por $$$$$$ !

    Curtir

  7. Comentado por:

    EIDIA

    Estando no Brasil e com todas as condições de acompanhar tudo que acontece aí, eu já tenho dificuldade em entender e formar uma opinião. Não entendo muita coisa. Há aproximadamente 14.000km de distância, me sinto ha anos luz….e alem de não entender, sinto vergonha. Muita vergonha!
    eidia
    http://www.oquevivipelomundo.blogspot.fr/

    Curtir

  8. Comentado por:

    Carmen Lins

    Meu sentimento é de vergonha! O Brasil não tem médicos? Ter tem. Não tem equipamentos básicos. Por que não se paga aos recem formados 10 mil reais, mais moradia e alimentação? Até nossos planos de saúde deixam a desejar. O meu Plano paga a um médico 67,00 reais, enquanto este médico recebe no consultório de 250 a 300 reais! Está errado? Não! Errado, os parlamentares, terem moradia – e quando não querem apartamentos funcionais, recebem 3.000 reais para pagar hotel, de 3ª a 5ª, além de todas as mordomias que conhecemos (ddd, selos correio, passagens de avião ida e volta e mais o escambau) Isto é que está errado. Parlamentares que nem precisam fazer curso algum para receberem tanta mordomia. O médico, estuda 6 anos, tendo prestado vestibular. Que o governo experimente pagar o que está pagando aos médicos importados, e vamos ver se vai haver cidade de interior, sem édico.

    Curtir