Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Reynaldo-BH lança o estatuto do CONTRAS

REYNALDO ROCHA Estatuto do CONTRAS. Brasileiras, brasileiros, cubanos, venezuelanos e bolivianos, surge enfim uma luz ao fim do túnel. Como o nome indica, vindo em sentido contrário. O momento histórico que o Brasil vive nos incentivou a oferecer à nação a verdadeira alternativa ideológica. Somos o CONTRAS. Tudo e todos. Não somos radicais, como pode parecer. Dependendo […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 05h12 - Publicado em 12 out 2013, 07h23

REYNALDO ROCHA

Estatuto do CONTRAS.

Brasileiras, brasileiros, cubanos, venezuelanos e bolivianos, surge enfim uma luz ao fim do túnel. Como o nome indica, vindo em sentido contrário.

O momento histórico que o Brasil vive nos incentivou a oferecer à nação a verdadeira alternativa ideológica. Somos o CONTRAS. Tudo e todos.

Não somos radicais, como pode parecer. Dependendo de negociações podemos ser contra o contra, o que nos fará ser a favor. Somos adeptos do pragmatismo-socialista-capitalista-financeiro- de-centro-esquerda, o que nos dá uma gama de opções revolucionárias-conservadoras sem limites.

Assim, apresentamos nossos pontos básicos (podem ser mudados) que servem de referência à criação deste partido, que nasce com a vocação do poder:

1 – Somos contrários ao enfoque exclusivista em Saúde, Educação, Moradia e Segurança. E somos contra quem se opõe a este enfoque.

2 – Nossa lei maior – somos contra a Constituição – é a Lei do Menor Esforço. É desejo legítimo do povo ganhar sem trabalhar, escrever sem ter que aprender, não ler e poder escrever sobre o que não leu, exercer cargos públicos por indicação. Somos contra a antiquada meritocracia, pois privilegia somente a poucos. Do mesmo modo, somos contra quem é contra a meritocracia. Entendemos que o maior mérito é saber escolher a oportunidade certa. A isto se dá o nome de sustentabilidade. Ou governabilidade.

3 – Não temos líderes. Ou temos. Não importa. Somos um coletivo. Sonhático ou realizático. E somos contra os coletivos com mais aderentes que os indicados por nós mesmos. E somos contra quem sonha. Apoiamos quem realiza: lucros, contratos e vendas. E somos contra quem se vende – por pouco dinheiro.

4 – Somos contra a situação e o poder constituído. Também somos contra a oposição. Somos contra apoiar os governos e, mais ainda, somos contra criticar os governos. Cada situação deverá ser analisada por si, pelo Departamento Financeiro do partido.

5 – O CONTRAS se posiciona firmemente contra o imperialismo das nações desenvolvidas. Exigimos descontos nos parques da Disney e desconto na Calle Ocho, de Miami Downton. A submissão de brasileiros à inspeção da alfândega do Brasil merece nosso repúdio! Exigimos, assim, o passe livre na volta das viagens. Somos contra o bolivarianismo em todas as suas correntes, especialmente aquelas que não nos incluam. E somos contra quem critica, injustamente, o bolivarianismo-cubano-boliviano-venezuelano-brasileiro-hermano.

6 – Atendendo aos anseios do POVO, somos contra o Parlamento. Propugnamos a adoção do Parlamento Virtual, onde poderemos, de nossos telefones, registar a presença nas sessões parlamentares, em uma demonstração de pioneirismo mundial.

7 – Somos contra a Educação Superior. A falta de educação também é educaçã0 e deve ser valorizada.

Continua após a publicidade

8 – Somos contra as ditaduras. E também somos contra o excesso de democracia.

9 – Somos contra a censura à imprensa. E também somos contra a imprensa. Se não houvesse imprensa não haveria necessidade de censura.

10 – Somos contra qualquer impeditivo às eleições populares. Também somos contra as eleições, caso as mesmas não sejam fiscalizadas pelo Departamento de Acordos de nosso partido.

11 – Somos radicalmente contra a corrupção. E somos ainda mais contra o excesso de punição aos corruptos. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

12 – Somos contra o Poder Judiciário, especialmente quando este, extrapolando suas funções, quer punir pessoas especiais.

13 – Somos contra a proliferação de partidos. Esperamos ser o último a ser legalizado.

14 – Somos contra o financiamento público de campanhas eleitorais. Somos contra o financiamento privado. Somos contra quem é contra a adoção dos dois modelos ao mesmo tempo.

15 – Somos contra o uso do dinheiro público para financiar blogs e colunas na WEB. Somos contra o uso de dinheiro privado, se este for nitidamente de oposição. Somos contra a oposição, contra os blogs, na verdade, somos contra a WEB.

16 – Somos contra a troca de partidos por parlamentares. Somos contra a proibição da troca, somos contra vir um deputado por vez e não – como seria normal – em pacotes.

17 – Somos contra cheques e transferências bancárias. Nosso Departamento Comercial só trabalha com dinheiro vivo.

18 – Somos contra as centrais sindicais. Em nome disto o partido criará o CUCONTRAS (Central Unificada dos Contras). Que será contra patrões, empregados e associados. (detalhes no nosso Departamento de Apoio Sindical). NOTA: o livreto com as explicações tem custo e dependerá de negociações para definição do valor.

19 – Somos contra a direita, a esquerda e o centro. O CONTRAS, como partido moderno, estará sempre DENTRO.

20 – Somos contra o CONTRAS. Assim, nada poderá ser exigido. Somos coerentes. E somos espertos!

JUNTE-SE A NÓS! (ou fique aí reclamando).

Continua após a publicidade
Publicidade